sexta-feira, 15 de abril de 2016

Acordo entre Cellebrite e INTERPOL intensifica esforços no combate ao cibercrime

A INTERPOL e a Cellebrite assinaram acordo no qual possibilitará a companhia fornecer apoio adicional e contínuo aos esforços globais no combate ao cibercrime. O contrato com a Cellebrite fornecerá para Complexo Global de Inovação INTERPOL (IGCI) - equipamentos forense digitais e serviços de treinamento pelo período de três anos.

Os equipamentos contratados são do Dispositivo Universal de Extração Forense (UFED), que serão utilizados pelo laboratório de Forense Digital na sede da IGCI e também em campo e dará apoio aos países membros na coleta, proteção e apresentação de evidências digitais.


Durante a operação on-line Strikeback de segmentação de redes “sextortion”  nas Filipinas, em maio de 2014, a Polícia Nacional do País utilizou a ferramenta UFED da Cellebrite para a recuperação de evidências e contribuiu para a detenção de 58 envolvidos no caso.  Essa operação foi coordenada pela INTERPOL.

A tecnologia Cellebrite também será usada em cursos de formação orientada para o apoio de profissionais que trabalham para elucidações de crimes forenses dentro da incorporação de dados digitais em investigações e procedimentos legais.

“Este acordo enfatiza ainda mais nosso compromisso com a adesão forense digital em uma escala global, enquanto fortalece nossos laços com as comunidades de aplicação da lei em todo o mundo”, diz Yuval Ben- Moshe, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Cellebrite Forense.

Segundo Noboru Nakatani, diretor executivo do IGCI, o acordo era parte do compromisso contínuo da INTERPOL em trabalhar para o setor privado. “Atualmente, é cada vez maior as ameaças digitais e isso requer a cooperação em todos os setores e o nosso acordo com a Cellebrite vai ajudar a garantir que os países membros possam se beneficiar de suas soluções digitais forenses quando e onde for necessário", conclui o executivo.



Fonte: Spareja Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário