terça-feira, 16 de junho de 2015

Marinha dos EUA acelera o desenvolvimento de inteligência artificial para combate

A Marinha dos norte americana está procurando integrar mais profundamente em sua carga de trabalho a robótica e a inteligência artificial (IA), e está buscando na Marinha parte da pesquisa em IA onde considerará valer a pena investir.


O serviço de pesquisa já possui, em diferentes estágios de finalização, veículos não tripulados para ar, sob as águas e sobre a superfície do mar. O valor em combate de guerra dessas plataformas é claro, assegura a Marinha norte americana através de comunicado de seu representante.

"Tradicionalmente, no Departamento de Marinha o foco é na missão de combate de guerra e, justamente por isso, contudo talvez nem tanto no lado do apoio [operacional]", disse Bob Kozloski, representante diretor da Força Tarefa de Inovação e representante do Gabinete de Estratégia e Inovação, para a agência de informação americana USNI News.

Ainda, referindo-se à forma como AI e robótica cabem em algumas das funções de apoio operacional ou mesmo de gestão, as forças militares "poderiam se beneficiar em considerar a forma de adaptar recentes avanços do setor privado em áreas como a aprendizagem das máquinas, processamento de linguagem natural, engenharia ontológica e planejamento automatizado para aplicações navais", disse Kozloski em um memorando divulgado por seu escritório em 5 de junho.


Na segunda-feira, o site de crowdsourcing da Marinha dos EUA, Hatch, começou uma campanha de 30 dias para solicitar idéias de marinheiros, disse Kozloski. As melhores idéias serão encaminhadas para um grupo de estudo, que irá analisá-las e apresentá-las em um relatório ao secretário da Marinha até o final do ano.

Fonte: USNI via Sputnik News


0 comentários:

Postar um comentário