sábado, 20 de junho de 2015

O Tio Sam realmente existiu?

Sim. Foi Samuel Wilson, comerciante que viveu entre 1766 e 1854 e era o principal fornecedor de carne para o exército estadunidense na época.
Os soldados brincavam que as iniciais U.S (de United States) que vinham nos barris de carne significavam Uncle Sam. A brincadeira ficou popular e por volta de 1850 a revista norte-americana Punch batizou o Tio Sam como símbolo dos EUA em um artigo.

A primeira ilustração, feita em 1870 pelo cartunista Thomas Nast, não faz referência ao verdadeiro Tio Sam, mas do ex presidente americano Abraham Lincoln. Quase meio século mais tarde, durante a 1ª Guerra Mundial (1914-1918), o exército dos EUA encomendou a James Flagg o famoso cartaz em que o Tio Sam aponta o dedo e “escolhe” quem estiver olhando para se alistar no exército dos EUA.

Uma coisa que poucos sabem é que a ideia original do pôster não nasceu nas terras do Tio Sam. Três anos antes, o artista Alfred Leete criou, a pedido dos ingleses, este cartaz de alistamento para a guerra com a imagem do Lord Kitchner, então secretário de guerra da Grã-Bretanha.

Fonte: Muito Interessante

0 comentários:

Postar um comentário