terça-feira, 4 de setembro de 2018

Museu Nacional - O reflexo de um Brasil em cinzas

Não tenho palavras para descrever a enorme perda que sofremos no último domingo (2), o incêndio que consumiu nosso Museu Nacional, foi sem sombra de dúvidas um duro golpe em nós como brasileiros e amantes da cultura e história. Aqui neste editorial não pretendo falar sobre o acervo do museu em si, mas fazer um alerta e um desabafo. Quero expressar nossa responsabilidade nisso tudo.

Hoje estão buscando culpados pelo incêndio que destruíu grande parte de nossa história e da humanidade, apontando governos, reitores e etc, mas esquecemos de olhar no espelho, sim no espelho. O reflexo que você verá ao olhar no espelho é de um dos milhões de culpados pelo estado em que se encontra nossa nação, o reflexo de alguém que poderia ter feito mais por seu país, por sua história, por seu futuro. Não me excluo desta responsabilidade, como brasileiro sou tão culpado como qualquer um pelo estágio que chegou a nossa situação, culminando em sucessivas perdas.

A destruição do acervo único do Museu Nacional e tudo que ele poderia ensinar e representar para nossos filhos, netos e descendentes, é um triste reflexo do que acontece com nossa cultura, a qual vem se perdendo, sendo inundada por algo que não pode nem mesmo ser classificada como lixo, pois até o lixo tem algum valor. É o momento de refletirmos o que é cultura, o que tem realmente valor para nós enquanto povo, enquanto nação. Chega de hipocrisias e reações tardias, pois não adianta em nada agora chegar com milhões em investimento para o Museu Nacional, pois o seu legado virou cinzas, assim como esta acontecendo com nosso país, nossa cultura, nossos valores e nossas aspirações.

Me dói muito a perda de todo esse rico acervo, o qual é resultado de um trabalho que começou há dois séculos, quando ainda éramos domínio português, D. João VI criou nos idos de 1818 o que se tornaria um dos grandes bastiões de história e conhecimento da América Latina, figurando entre dos cinco maiores museus do mundo, o qual era muito pouco conhecido por nós brasileiros, os quais insistem em se sentir inferiores ao resto do mundo e preferem conhecer museus e centros culturais no exterior que os nossos próprios, privando a nós mesmos de conhecer nossas riquezas e tirar de vez os antolhos da ignorância que nos são imputados desde a infância por políticas imbecis de governos e partidos que não visam em momento algum o bem estar desta grandiosa nação que é o Brasil.

Mas não devemos apenas chorar essa enorme perda, como fizemos várias vezes nos últimos anos, quando vimos também sucumbir as chamas acervos de incalculável valor histórico, cultural e científico, como foi o caso do Museu da Língua Portuguesa em 2015, Instituto Butantan em 2010, dentre outros exemplos de vítimas do descaso com nossa cultura. Um país que não zela por sua história não é digno de seu futuro. Quando vamos acordar e parar de apenas chorar e resmungar após as perdas? Quando vamos agir na prevenção e valorizar o que nós temos de mais precioso?

O que me deixa mais revoltado é ver a desculpa de não haver verbas, isso realmente me deixa irado, pois quando olho os relatórios de gastos com "cultura", vejo milhões jogados fora, "investidos" em artistas e exposições que não deveriam receber um centavo de nosso dinheiro. Nesse sentido vemos artistas milionários recebendo aporte que deveria ser destinado á cultura onde há verdadeira necessidade. Só queria entender as seguintes cifras obtidas via "Lei Rouanet" que listo abaixo:


R$ 1.526.000,00 para financiar um documentário sobre a vida de José Dirceu, algo que encaro como um desperdício sem tamanho, uma vez que não se trata de uma figura importante a nossa história, enquanto isso os autores do documentário e livro sobre Sergio Vieira de Mello, um brasileiro que escreveu o nome do Brasil na história da ONU não teve qualquer apoio ou incentivo, tendo sido custeado pelos autores.

R$ 516.550,00 para financiar a produção de um DVD do MC Guime, produção que não agrega em nada em nossa cultura, enquanto faltam recursos para reforma do Museu Aeroespacial no Campo dos Afonsos, o qual apresenta grandes problemas em suas estruturas.

R$ 1.356.858,00 para financiar um Blog de poesias da cantora  Maria Bethânia, enquanto trabalhos que visam conferir ao povo conhecimento, valores e cultura, como é o caso nosso e de diversos outros sites e canais produtores de conteúdo de qualidade se sustentam sem qualquer ajuda.

R$ 4.143.325,00 para custear uma turnê do cantor Luan Santana, R$ 1.086.214,40 para custear uma turnê do grupo Detonautas, R$ 5.883.100,00 para financiar uma turnê da cantora Cláudia Leite, enquanto nossos jovens não conhecem nossa Filarmônica Brasileira.

Isso só para dar um pequeno exemplo, pois há um relatório enorme de gastos indevidos. Se formos observar os bilhões investidos em Copa do Mundo e Olimpíadas então....

Nós temos que tomar as rédeas desse país, é hora de sair da platéia como sempre fizemos ao longo de nossa história, estamos chegando ao 7 de setembro, data na qual assistimos de camarote um príncipe português dar um basta no domínio de Portugal e proclamar nossa independência, chega de assistir a tudo como se não fosse nossa responsabilidade, chega de sempre esperar que alguém faça algo por nós, precisamos ser atuantes, vivemos uma república, a qual nos foi imposta mais uma vez sem nossa participação, mas hoje gozamos da democracia, e nela é possível promover mudanças reais, podemos ter voz e nos fazer ouvir, é hora de cobrar nossos representantes e direcionar os rumos desse nosso Brasil.

O Museu Nacional é um verdadeiro exemplo do que nossa omissão pode resultar, pois há mais de quatorze anos já se alardeava os riscos de um incêndio no museu, mas como sempre empurramos com a barriga e olha no que resultou.... 

Eu espero que esse meu desabafo vá além de minhas palavras e ações e sirva de alerta e inspiração, para que possamos tomar atitudes como um povo aguerrido que somos, que troquemos as palavras e as manifestações em redes sociais pelas ruas, pelos dispositivos democráticos para levar à mudança, pois somos Brasileiros, e nossa pátria verá que um filho teu não foge a luta.


Por Angelo Nicolaci - Jornalista, editor do GBN News, graduando em Relações Internacionais pela UCAM, especialista em geopolítica do oriente médio e leste europeu, especialista em assuntos de defesa e segurança

GBN News - A informação começa aqui

Share this article :

2 comentários:

  1. Parabéns pela matéria!
    Todos somos culpados, direta ou indiretamente pois somos eleitores e podemos mudar o curso de nossa história.

    ResponderExcluir
  2. Compartilho do mesmo sentimento, Nicolacci!
    Infelizmente é um belo texto que foi escrito. Digo infelizmente, porque é a verdade. Nós temos que ser instrumentos de mudança, uma mudança para melhor em nossa grande pátria.
    Conheço o GBN News por causa do Arte da Guerra, do Comandante Farinazzo. O trabalho que vocês fazem é sensacional, dando um pouco de cultura para a nossa empobrecida geração, geração essa que nunca pisou em um museu mas foi chorar depois que o nosso grandioso Museu Nacional se foi. A nossa cultura tem que mudar, para que a nossa realidade também mude.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger