terça-feira, 18 de setembro de 2018

Abate de IL-20 cria tensão entre Rússia e Israel

Por volta das 22hrs desta segunda-feira (17), uma aeronave Il-20 da Rússia foi abatida sobre o Mediterrâneo durante um ataque israelense à Síria. O caso ocorreu nas proximidades de Latakia, a aeronave russa estava seguindo para o pouso, quando aeronaves F-16 israelenses que se evadiam de um ataque contra alvos na Síria usaram a aeronave russa como "escudo", devido a ação imprudente de Israel, que só avisou aos russos sobre a operação quando a mesma já estava em andamento, não houve tempo hábil para que a aeronave se retirasse da zona, como resultado foram perdidas 15 vidas no episódio.

A incursão quatro caças israelenses F-16 atacaram alvos em Latakia, na Síria, depois de se aproximar do Mediterrâneo, desencadeou uma série de eventos que levaram ao abate do Il-20 por um míssil terra-ar S-200 sírio. Segundo comunicado do Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira (18). As aeronaves israelenses se aproximaram em baixa altitude e "criaram uma situação perigosa para outras aeronaves e embarcações na região".

A ação irresponsável e premeditada de Israel pôs em risco outras aeronaves e embarcações que estava naquela área, como a fragata 'Auvergne', da Marinha francesa, e o Il-20 russo tragicamente perdido durante a operação israelense.


Os pilotos israelenses usaram conscientemente a aeronave russa como "escudo", tornando a aeronave um grande chamariz para os mísseis lançados em resposta ao ataque pelas forças de defesa sírias. O Il-20, possui um RCS muito maior que o F-16, o que fez com que o sistema S-200 sírio o travasse como alvo, resultando na morte dos 15 tripulantes russos.

A atitude israelense ao que tudo indica não foi resultado de um simples incidente, pois havia informação sobre a presença da aeronave russa naquela região, o que deveria ter levado Israel a repensar sua ação provocativa, porém, ainda a essa equação se soma a falta da comunicação antecipada sobre a operação de Israel às forças russas na Síria, o que descumpre o previsto nos protocolos firmados entre as duas nações. A informação sobre a operação só foi emitida apenas um minuto antes do início do ataque, o que não deixou tempo para desviar a aeronave russa para uma área segura.

Os destroços da aeronave abatida foram encontrados a cerca de 27 km da costa de Latakia. A equipe de busca coletou algumas partes dos corpos, pertences pessoais da tripulação e fragmentos do Il-20.

Israel não comentou sobre o ataque, mantendo sua política sobre suas operações. Israel alega que suas intervenções na Síria são uma resposta a presença iraniana no país vizinho.

O ministro russo da Defesa, Sergey Shoigu, falou ao telefone com seu homólogo israelense, Avigdor Lieberman, sobre o abate da aeronave russa na noite desta segunda-feira (17). Ele transmitiu a posição de Moscou sobre o incidente, culpando os militares israelenses pela aeronave russa ter sido abatida pelas defesas aéreas sírias, que estavam respondendo a um ataque aéreo israelense, segundo comunicado oficial russo.

Shoigu reiterou que Israel falhou em não ter notificado com antecedência a Rússia do ataque, de forma que não teria dado aos seus militares uma oportunidade de tirar o Il-20 da área. Em vez disso, o alerta veio apenas um minuto antes dos caças israelenses F-16 lançarem seu ataque.

"A culpa pelo abate da aeronave russa e a morte de seus tripulantes estão diretamente no lado israelense", disse o ministro Shoigu. "As ações dos militares israelenses não estavam de acordo com o espírito da parceria russo-israelense, por isso nos reservamos ao direito de responder."

Segundo Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo, "Ao usar a aeronave russa como cobertura, os pilotos israelenses o tornaram vulnerável ao fogo da defesa aérea síria. O Ilyushin-20, possui reflexão radar muito maior que a do F-16, como resultado foi derrubado por um míssil lançado pelo sistema S-200 ", disse.



Segundo Konashenkov, os quatro F-16 da Força Aérea de Israel realizaram um ataque com mísseis guiados contra instalações sírias na área de Latakia por volta das 22hrs. Os caças aproximaram-se do alvo pelo Mediterrâneo em baixa altitude.

As aeronaves israelenses criaram deliberadamente uma situação perigosa naquela área, "O bombardeio ocorreu perto da fragata francesa "Auvergne" e na proximidade do Ilyushin Il-20 da Força Aeroespacial da Rússia que estava prestes a pousar", disse Konashenkov.

Ele ressaltou que os centros de comando israelenses e os pilotos dos F-16 "não podiam deixar de ver a aeronave russa, que se aproximava da pista a uma altitude de cinco quilômetros. No entanto, eles deliberadamente encenaram essa provocação", enfatizou.

De acordo com Konashenkov, Israel não emitiu nenhum aviso para o comando do grupo militar russo na Síria sobre a operação. "Um aviso de linha direta foi recebido há menos de um minuto antes do ataque, o que não deixou chances de colocar o avião russo em segurança", acrescentou.



GBN News - A informação começa aqui
com agências

Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger