quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Embarcam "novas" viaturas M-109A5 e M-992A2 do Exército Brasileiro

Ontem ganharam as redes sociais diversas fotos referentes ao embarque das "novas" viaturas adquiridas pelo Exército Brasileiro em março deste ano, onde foi celebrado um acordo de aquisição via FMS (Foreign Military Sales), o qual inclui 56 viaturas M-109A5, 40 viaturas M-992A2 e 28 tubos M284 de 155mm destinados à reposição dos M-109A5.

As viaturas estão sendo embarcadas no navio "Giant Ocean" que tem partida programada para esta quinta-feira (13), devendo desembarcar as "novas" viaturas no porto de Paranaguá no início de outubro.

Com certeza a grande novidade será a chegada dos M-992A2, sendo a primeira viatura deste tipo a operar com o Exército Brasileiro, onde irá proporcionar maior mobilidade e segurança aos M-109A5, sendo o M-992A2 uma viatura de remuniciamento blindado, originalmente contam com transportador hidráulico, para realizar transferência de munição, sistema que foi removido de muitas unidades do US Army devido a ser mais lento que o carregamento manual, a "nova" viatura deverá acompanhar e municiar os M-109A5, proporcionando um significativo ganho operacional e doutrinário.

O M-992A2 não possui torre, mas conta com uma superestrutura mais alta capaz de armazenar 95 munições. Até recentemente, grande parte do restante espaço interno da tripulação era ocupado por um sistema de transporte hidráulico para permitir o carregamento do obus da série M109. Uma placa no teto acima dos dois racks pode ser aberta para permitir que os racks sejam guinchados para fora do veículo, permitindo o rápido carregamento da viatura. 

Recentemente, muitas viaturas do US Army tiveram removidas o sistema de transporte e receberam modificações nas duas portas de abertura horizontal, substituídas por duas portas de abertura vertical que se abrem a partir do centro, solução adotada para fornecer maior proteção à tripulação durante as transferências de munição.

O veículo também contém uma unidade de energia auxiliar a diesel de 2 tempos que pode alimentar os sistemas do veículo para o suprimento de munição para artilharia de campo e mesmo ao obus quando um cabo é usado para conectar os dois veículos, reduzindo o consumo de combustível quando a mobilidade não é necessária.

Foto: Roberto Caiafa
A chegada de mais viaturas M-109A5 irá padronizar a artilharia autopropulsado no Exército Brasileiro, representando grande ganho e constituindo a mais capaz força do tipo no continente. Ainda não se sabe o que será feito com os M-109A3, os quais deverão provavelmente destinados ao treinamento ou destinados ao fornecimento de peças de reposição.

As "novas" viaturas deverão ser conduzidas ao Parque Regional de Manutenção/5, onde deverão passar por um processo de revisão, padronização da pintura no padrão regulamentar do Exército Brasileiro e finalmente ser distribuídas as unidades do setor operativo.

Há na Amazon uma publicação interessante, a qual você pode adquirir através de nosso link e obter maior conhecimento sobre blindados, basta clicar no link abaixo, assim você aumenta seu conhecimento e ajuda em nosso trabalho.




GBN News - A informação começa aqui
Share this article :

1 comentários:

  1. nunca vi um exercito gostar tanto de ferro velho como o nosso.

    ResponderExcluir

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger