quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Avibras apresenta os avanços nos programas de defesa à comitiva do Ministro da Defesa

Na última terça-feira (18), o Ministro da Defesa Joaquim Silva e Luna, e o Comandante da Força Aérea Brasileira, o Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, realizaram uma série de visitas ao parque industrial brasileiro de defesa, ocasião em que estiveram na Avibras. Durante a visita o Ministro da Defesa e o Comandante da FAB foram atualizados sobre o estágio de desenvolvimento dos programas de defesa brasileiro que a Avibras participa. Dentre estes, foram apresentados a evolução dos projetos Astros 2020, sistema destinado ao Exército Brasileiro, somando a este o novo foguete guiado AV-SS-40G. O AV-SS-40G foi concebido a partir dos foguetes convencionais, que contam com cálculo de tiro para trajetória balística. Porém,  o AV-SS-40G recebe também as coordenadas do alvo e utiliza sistemas de atuação com jatos laterais e superfícies aerodinâmicas móveis durante a fase propulsada, durante a fase de mergulho para o alvo. Tal característica reduz o CEP (Círculo de Erro Provável) aumentando a precisão de saturação na área alvo do ataque.

A comitiva também foi atualizada quanto ao desenvolvimento do Míssil Tático de Cruzeiro, o AV-MTC  "Matador", o qual tem alcance estimado em cerca de 300 quilômetros, o qual em breve iniciará os testes da versão voltada ao lançamento por vetores aéreos, onde será testada um variante do MTC "Matador" disparados por caças F-5, o que esta previsto para ocorrer no início de 2019. Além de conhecerem mais detalhes de outros programas estratégicos como o  desenvolvimento do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM) e o MANSUP, Míssil Anti-navio nacional, desenvolvido para atender as necessidades da Marinha do Brasil.

O Vice-presidente da AVIBRAS, Leandro Villar, tratou ainda de dois importantes projetos em curso, desenvolvidos para a FAB: o míssil A-Darter e o motor S-50, parte do programa Veículo Lançador de Microssatélite (VLM). "Pudemos mostrar onde estamos e onde chegaremos. A infraestrutura precisou ser adaptada, desenvolvemos tecnologia de materiais e compostos, já estamos em estágio avançado. Em breve, entregaremos esse produtos para a Força Aérea. Iremos colocar o Brasil como um dos players desse mercado", pontuou.

Segundo o Comandante da FAB, a Avibras mostrou ter uma área de tecnologia e de armamento bastante avançada, com capacidade de exportação elevada. "É uma companhia bastante madura e desenvolvida, com equipamentos de grande importância", completou.   

GBN News - A informação começa aqui
com Força Aérea Brasileira
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger