sábado, 28 de novembro de 2015

Londres, Barcelona e Madri têm protestos contra bombardeios na Síria

Quase 4 mil pessoas protestaram neste sábado (28) em Londres contra a possível participação do Reino Unido nos bombardeios contra o grupo Estado Islâmico (EI), que depende da aprovação do Parlamento.

A associação "Stop the War" convocou a manifestação diante do número 10 de Downing Street, a residência do primeiro-ministro britânico David Cameron.
Na sexta-feira, o presidente francês François Hollande fez um apelo aos parlamentares britânicos para que aprovem os bombardeios na Síria, duas semanas depois dos atentados de 13 de novembro em Paris, que mataram 130 pessoas.
"Este é um conflito que não pode e não será resolvido com bombardeios", disse o presidente da "Stop the War", Andrew Murray, para a multidão.
Espanha

Também neste sábado, cerca de 5 mil pessoas, segundo os organizadores, foram às ruas em Madri para se manifestar contra uma eventual intervenção militar da Espanha no conflito sírio.

"Não à guerra", gritavam os manifestantes reunidos na frente do Museu Raa Sofia, em Madri.
Em outras cidades espanholas também houve protestos, embora em menor número. Em Barcelona, a manifestação reuniu cerca de 3,5 mil pessoas.
Fonte: AFP

0 comentários:

Postar um comentário