sábado, 28 de novembro de 2015

Brasil terá treinamento especializado para o combate ao terrorismo com técnicas americanas

A partir de janeiro de 2016, policiais militares, civis, federais, rodoviários federais, guardas municipais e integrantes das forças armadas terão uma inovação no que diz respeito à especialização no combate ao terrorismo. Trata-se da PRIMEIRA INTERVENÇÃO PARA INCIDENTE TERRORISTA. Cursos com este tema estão sendo bastante procurados pelos gestores de diversos órgãos governamentais tendo em vista o atentado terrorista que vitimou centenas de pessoas na França e, principalmente, pelo Brasil estar sediando um evento esportivo que reunirá milhares de turistas do mundo inteiro, além de várias delegações internacionais e ainda chefes de Estado de inúmeras nações, as quais prestigiarão as olimpíadas 2016.
Instituições de ensino privadas, como a Urban Combat and Survival School - UCS Brazil, com sede em Curitiba/PR, especializada em Ações Táticas, dentre elas o Antiterrorismo e Contraterrorismo, foram requisitadas para capacitar agentes que trabalharão nos jogos em agosto.
"Eu acredito que os anos comandando tropas de Operações Especiais e ainda o meu credenciamento como instrutor para a formação de FIRST RESPONDER TO TERRORIST INCIDENT pelo A.T.A - Office of Antiterrorism Assistance do Departamento de Estado Americano foi o fator preponderante para a nossa escolha para auxiliar as instituições repassando táticas e técnicas bastante atualizadas no combate ao mal do século que é o terrorismo em todas as suas nuances," comenta o coronel Nerino Mariano de Brito, diretor técnico da UCS Brazil.
Fonte: Exame

0 comentários:

Postar um comentário