sábado, 28 de novembro de 2015

Exército sírio atacado por morteiros lançados a partir do território turco

A Turquia disparou uma série de morteiros em direção a posições do exército sírio, segundo o porta-voz do exército sírio disse neste sábado (28).

"Ontem à noite, houve intenso fogo de morteiros a partir  área de Mount Jebel Aqra, que está no lado turco", disse o brigadeiro-general Ali Mayhoub durante uma coletiva de imprensa.

“O Comandante-em-chefe do Exército Árabe Sírio [o presidente Bashar Assad] adverte para os perigos de tal comportamento", disse o porta-voz.

Damasco insta a comunidade internacional a forçar a Turquia a deixar de apoiar terroristas, direta e indiretamente, bem como deixar de comprar petróleo ilegal deles, disse o porta-voz.

"Aproveitando o fato da fronteira [entre Síria e a Turquia] ser de fato controlada por terroristas Ankara sem obstruções os abastece com armas e outros recursos para suas atividades criminosas”, acrescentou o porta-voz aos jornalistas.

“O Comandante-em-chefe do Exército Árabe Sírio adverte para os perigos de tal comportamento e insta a comunidade internacional a exercer máxima pressão sobre a liderança da República Turca, com o objetivo de forçá-la a abandonar o apoio direto e indireto para o terrorismo internacional", frisou.


De acordo com Mayhub, em troca do apoio militar, a liderança turca recebe “desde petróleo de criminosos internacionais a preços de barganha, tesouros culturais saqueados por bandidos nos museus da Síria e do Iraque, e outros contrabandos”.

”Os veículos a motor da Turquia podem chegar às áreas tomadas pelos terroristas, sem qualquer controle ou checagem, enquanto as autoridades sírias não têm temporariamente nenhum controle sobre a fronteira", disse o general sírio.

“Os comboios de ajuda humanitária que o governo turco relatou são um mito. Eles são usados para ajudar a legalizar suprimentos para terroristas e mover com êxito militantes feridos e doentes para hospitais turcos."


Além disso, o porta-voz disse que "a fronteira tornou-se transparente devido ao governo turco. Isso também permite que os terroristas cheguem a outros países europeus para cometer numerosas atrocidades”.

Fonte: Sputnik News 

0 comentários:

Postar um comentário