sábado, 13 de janeiro de 2018

Alerta de mísseis coloca Havaí em pânico

Um alerta sobre a ameaça de mísseis balísticos rumando em direção ao Havaí ganharam as redes sociais neste sábado (13) e causaram pânico. Mas as autoridades informaram que o alerta não passou de uma falha no sistema de alerta de mísseis.
"O Comando do Pacífico não detectou nenhuma ameaça de mísseis balísticos em direção ao Havaí. A mensagem anterior foi enviada por conta de um erro. O Estado do Havaí enviará uma mensagem de correção o mais breve possível ", disse o Comando do Pacífico em uma declaração no Twitter. Embora a USPACOM tenha explicado por que o alerta foi enviado, a Agência de Gerenciamento de Emergência do Havaí já havia anunciado o equivoco dos alertas. "Não há ameaça de míssil contra o Havaí", a agência tweetou na tarde deste sábado.
O governador do Havaí, David Ige, disse que estava se encontrando com autoridades para determinar o que causou o alerta, segundo declarações transmitidas pela CNN, segundo o relato oficial, um funcionário teria pressionado o botão errado. "Esta mudança na rotina acontece três vezes por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano. Na maior parte, ele ocorre perfeitamente. Houve um erro hoje e estaremos investigando e alterando o procedimento para que possamos evitar que isso aconteça novamente ", disse Ige.
Ajit Paj, presidente da Comissão Federal de Comunicações, disse que sua organização iniciou uma investigação sobre o incidente.
De acordo com as mensagens recebidas, o alerta dizia, "AMEAÇA DE MÍSSIL BALÍSTICO NO HAVAÍ. PROCURAR ABRIGO IMEDIATO. ESTE NÃO É UM EXERCÍCIO".
A deputada do Congresso do Havaí, Tulsi Gabbard, disse no Twitter que o alerta trava-se de um alarme falso, e ela havia confirmado com as autoridades que não havia sido disparado qualquer míssil. O senador Brian Schatz do Havaí seguiu o exemplo e disse que era "um alarme falso baseado em um erro humano".
A Casa Branca inicialmente procurou o Departamento de Defesa, mas o escritório de imprensa posteriormente divulgou uma declaração dizendo que o presidente foi informado e o evento foi "puramente um exercício". O presidente Donald Trump está passando o fim de semana em Palm Beach, Flórida. Mas o incidente provocou uma onda de críticas dos políticos do Havaí, que disseram que é imperativo que um alerta falso como esse nunca mais aconteça, particularmente devido às crescentes tensões que cercam as capacidades de mísseis nucleares da Coréia do Norte.
O senador Schatz chamou o evento de "totalmente inexcusável". "Precisa haver uma pronta e rígida responsabilização e um processo", disse ele no Twitter.
"Em um momento de tensões aumentadas, precisamos garantir que todas as informações divulgadas para a comunidade sejam precisas. Precisamos chegar ao fundo do que aconteceu e ter certeza de que nunca mais aconteça ", disse o senador Hirono.
Alguns havaianos estavam compartilhando sua experiência de receber o alerta nas mídias sociais.
"Este foi o aviso no meu telefone quando acordei agora. Estou em Honolulu, no Havaí e minha família está no North Shore. Eles estavam escondidos na garagem. Minha mãe e minha irmã estavam chorando. Foi um alarme falso, mas aposto que muitas pessoas estão abaladas ", disse Sara Donchey, identificada no Twitter como repórter de uma emissora de TV local em Houston, Texas, que escreveu no seu Twitter, acompanhada de imagens das mensagens de texto com sua família.

GBN News - A informação começa aqui
com agência Time
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger