quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Conheça o Calidus/Novaer B-250 "Bader" - Um árabe com gênese brasileira

A Calidus em parceria com a brasileira Novaer e a norte americana Rockwell Collins, apresentaram recentemente sua nova aposta para o mercado de defesa, trata-se do Calidus/Novaer B-250 "Bader", projeto que despertou o interesse de vários países com a proposta de uma aeronave moderna, robusta e capaz de cumprir um variado leque de missões, apresentando um baixo custo de operação, sendo uma aeronave revolucionária para industria aerospacial dos EAU, a qual em grande parte tem conseguido lograr sucesso através da experiência e inovação da parceria com a brasileira Novaer, e que promete disputar uma importante fatia do mercado para este tipo de aeronave, o qual hoje é dominado pelo brasileiro Embraer A-29 "Super Tucano".

O turboélice B-250 "Bader", apresenta-se como uma aeronave robusta, remetendo a gênese das aeronaves brasileiras "Tucano" e "Super Tucano", algo que pode ser explicado pelo fato do projeto ter nascido da mente de Joseph Kovács, designer-chefe do B-250, que é o conhecido criador das bem sucedidas aeronaves turboélice da mesma categoria, o EMB-312 "Tucano" e EMB -314 "Super Tucano" da Embraer, um mestre do design desse tipo de aeronave. Os dois protótipos do B-250 "Bader" apresentados no "Dubai Air Show 2017"apresentam registros brasileiros, tendo a aeronave que se exibiu em voo o registro PR-ZNT e a em exposição estática o registro PR-ZNU, apesar da aeronave estar caracterizada com as cores dos EAU.

O B-250 "Bader" é construído em fibra de carbono, o que permite minimizar o peso da estrutura e otimizar seu processo de fabricação, além de representar um importante ganho na relação peso/potência, equipado com um propulsor Pratt & Whitney Canada PT6A-68 de 1600 cv, que giram um hélice Hartzell de quatro lâminas. O "Bader" conta com 7 estações de armas, as quais podem receber um variado leque de armamentos e sensores de acordo com a missão a qual seja designada a aeronave. Seus sistemas eletro-ópticos estão instalados em uma torre sob a fuselagem, integrada a aviônica Pro Line Fusion fornecida pela Rockwell Collins, que coloca a aeronave em uma posição de destaque frente aos demais concorrentes, com uma arquitetura no "estado da arte". 

O sistema Pro Line Fusion possui interfaces gráficas avançadas integradas com um monitor digital Head-Up Display (HUD), ícones intuitivos, tela sensível ao toque facilmente configurável e janelas de exibição multifunções, que levam a uma maior consciência situacional durante todas as fases do voo e em diferentes condições de voo, sendo flexível o suficiente para otimizar a capacidade multi-função da aeronave, que pode ser empregada no treinamento de voo básico e avançado, contra-insurgência (COIN), apoio aéreo aproximado (CAS) e inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR).

O Calidus/Novaer B-250 "Bader" é uma inovadora plataforma, a primeira do tipo desenvolvida e produzida para atender ao moderno cenário de conflito assimétrico que se apresenta como maior desafio neste século, tendo como função secundária a capacidade de treinador básico e avançado. Essa nova aeronave demonstra características que a colocam em uma posição ímpar no mercado, com desempenho que supera em vários aspectos outros gigantes do mercado, como uma maior capacidade de armas, capacidade de integrar variados tipos de sensores e sistemas, envelope de voo surpreendente, o alcance do B-250 é de 4.445 km, podendo realizar voo de até 12 horas, a velocidade máxima é de 557 km/h, teto de 30 mil pés. O comprimento do "Bader" é de 10,98 m, e sua envergadura é de 12,08 m, superando as dimensões dos T-27 e AT-29 da Embraer . O B-250 possui uma cabine configurada em tandem, apresentando uma boa ergonomia aos tripulantes. Outro atrativo da aeronave é seu custo operacional inferior a US$1.200 por hora de voo.


GBN News - A informação começa aqui







0 comentários:

Postar um comentário