sexta-feira, 12 de maio de 2017

Não é só no Rio de Janeiro que a coisa ta feia - Armas são roubadas em quartel na Alemanha

Ladrões ainda não identificados roubaram armas de dentro de um VBTP  depois de invadirem uma instalação militar no norte da Alemanha, segundo informe do Bundeswehr.

Os criminosos roubaram dois rifles de assalto G36, uma pistola P8, uma pistola de sinalização, dois magazines sem munição, dois aparelhos de rádio e um par de binóculos, segundo foi noticiado, acrescentando que a ação criminosa ocorreu em 13 de fevereiro em uma área de treinamento militar perto de Munster , Baixa Saxônia, mas só agora divulgada ao público.

As armas não esdtavam carregadas quando foram furtadas, disse o porta-voz do ministério , de acordo com noticiado pelo jornal alemão Bild.

"O caso foi entregue ao Ministério Público da cidade de Lueneburg", disse um porta-voz da Bundeswehr.

No início desta semana, a ministra da Defesa alemã , Ursula von der Leyen, disse que os militares precisavam de um sistema de relatórios mais rápido e eficiente para tais incidentes e potenciais ameaças.

A ministra, cujo posto inclui o papel de comandante-em-chefe da Bundeswehr, já está na berlinda após o escândalo que gira em torno de Franco Albrecht, um tenente de 28 anos, que estava supostamente planejando um ataque nazista.

Os investigadores disseram que o oficial tinha vivido uma vida dupla por mais de um ano, servindo ao exército e recebendo benefícios do estado sob uma identidade falsa como um suposto refugiado sírio. Ele também é suspeito de ter desviado munições durante exercícios do Bundeswehr.

Após este escândalo, numerosos prêmios militares da época nazista, cartazes de propaganda e capacetes de aço da Wehrmacht foram descobertos em um quartel do Bundeswehr na Alemanha Ocidental, semana passada durante o andamento das investigações sobre Albrecht.

Von der Leyen disse após a prisão do oficial que o exército sofria de um "problema de atitude" e "um espírito de corpo incompreendido" , bem como de "liderança fraca em diferentes níveis".

Mais tarde, pediu desculpas por seus comentários críticos.

GBN seu canal de informação e notícias
com agências

0 comentários:

Postar um comentário