sábado, 13 de maio de 2017

Moscou envia dois novos aviões de reconhecimento à Síria

A-50U
Durante o desfile do Dia da Vitória, realizado na última terça-feira (9) na base aérea em Kheimim na Síria, militares russos mostraram um novo avião de reconhecimento A-50U.


Segundo a imprensa russa, os aviões chegaram à base aérea na Síria em abril para reforçar o trabalho de outra aeronave de reconhecimento russa, o Tu-214R.

Esses equipamentos pertencem a duas categorias diferentes de aviões de reconhecimento: o radioeletrônico (A-50U) e o optoeletrônico (TU-214R).

"O objetivo de A-50U é controlar o espaço aéreo dos países vizinhos. O radar do A-50U tem um alcance de 800 quilômetros e pode controlar até 300 alvos ao mesmo tempo. O Tu-214R vai detectar os guerrilheiros do Estado Islâmico e transferir suas coordenadas à sede", explica o professor da Academia de Ciências Militares, Vadím Koziúlin.

Segundo ele, os sistemas de radiolocalização baseados na base aérea de Kheimim não são suficientes para controlar completamente as movimentações na área.

"Por isso, a Rússia está usando todos os sistemas de reconhecimento, entre eles os de aviação e os satélites militares", completa.


Outros objetivos 

TU-214R
Mas, para outros analistas militares, as aeronaves foram enviadas à Síria não apenas para realizar missões militares.

"É preciso entender que, no caso de uma guerra em grande escala, todos os tipos de tropas devem estar preparados para cumprir suas missões. A melhor maneira de aprimorar as habilidades é treinar em missões militares reais", diz o analista militar do jornal Izvêstia, Dmítri Safonov.

Para ele, a Rússia está usando o conflito na Síria para elevar o nível de formação dos militares e testar os novos sistemas de armas em condições de guerra.

Fonte: Gazeta Russa

0 comentários:

Postar um comentário