sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Otan envia sinal a Moscou

Ao estacionar tropas no Leste Europeu, a Otan deixa claro para a Rússia que está disposta a se defender. Mas isso não quer dizer que ela descarte o diálogo, opina Reinhard Veser, do "Frankfurter Allgemeine Zeitung".

"É simplesmente ridículo dizer que a Rússia é uma ameaça militar para os países-membros da Otan", afirmou o presidente Vladimir Putin nesta quinta-feira (27) em Sochi. Há nem tanto tempo assim até alguns críticos dele concordariam com isso – simplesmente porque a ideia parecia inconcebível.
Mas, nos últimos dois anos, a liderança russa fez muitas coisas que nem os mais pessimistas poderiam imaginar. Quando Putin diz, dois anos e meio após a anexação da Crimeia e o início da guerra no leste da Ucrânia, que "a Rússia não tem a intenção de atacar ninguém", ele logo desperta lembranças de Walter Ulbricht. O líder do partido do regime da Alemanha Oriental afirmou, pouco antes da construção do Muro de Berlim, em 1961, que ninguém tinha a intenção de construir um muro.
Isso não significa que haja um risco imediato. Mas como Putin hoje é tão confiável quanto Ulbricht era então, a Otan é obrigada a considerar possibilidades que preferiria descartar. Por isso é correto que a Aliança Atlântica comece a implementar o estacionamento de tropas multinacionais nos Estados bálticos e na Polônia, decidido na cúpula de julho, logo após a reunião dos seus ministros da Defesa no meio da semana. A presença delas já basta para reduzir o risco de que algo realmente aconteça.
Se a Otan não fizesse nada, isso poderia levar algum linha-dura no Kremlin a ficar tentado a testar se a aliança realmente ajudaria seus membros no Leste Europeu. Mas, assim, essa questão está esclarecida, pois cada faísca nos países bálticos ou na Polônia seria automaticamente um conflito com uma das principais nações da Aliança. Se Putin for um político que age racionalmente, então a Rússia não ameaçará nenhum desses países militarmente.
Simultaneamente, com essa demonstração de disposição para a defesa, a Otan envia a Moscou o sinal de que ainda está interessada num diálogo. Isso também está correto e é importante. Não se deve esperar grandes resultados , mas o diálogo é como as sanções que foram impostas à Rússia por causa da anexação da Crimeia e da guerra na Ucrânia: mesmo quando é pouca a esperança de que a liderança russa seja levada a abrir mão de sua política de agressão, pelo menos é necessário tentar.

Fonte: Deutsche Welle

7 comentários:

é esta CERTO O SR confiaveis sao:OBAMA,MERKEL,HOLLANDE,THERESA MAY,NETANYAHU, OTAN, ONU.CERCAM A RUSSIA E QUEREM QUE ELES FAÇAM IGUAL A NOSTROS, SE ACOVARDEM. EU ACHO ENGRAÇADO QUE O OCIDENTE(E.U.A, OTAN) TUDO PODEM. E POR FAVOR NAO VENHA ME DIZER QUE O SR SÓ REPRODUZ REPORTAGENS, SE É POSTO SEU NOME SUA RESPONSABILIDADE.OU O SR É UM PAPAGAIO DE ALGUEM

Não discordo de sua posição, se você analisar o discurso de Putin em Valdai, verá que a atitude da OTAN é descabida e sem nexo, uma clara mobilização e política de influência sobre a opinião pública afim de garantir os bilhões necessários para sustentar a mais cara e rentável industria mundial, a de defesa, pois como justificar novos meios e armas sem ameaça? Então apelam para o fantasma da Guerra Fria, eu reproduzo materias de diversas fontes afim de possibilitar uma análise do ponto de vista apresentado pelos dois lados. Não sou e nunca serei papagaio de pirata, muito menos defensor de quem desacata o disposto na carta das nações.

OK, SR ANGELO, ENTAO ESTA NA HORA DO SR COMEÇAR A POSTAR REPORTAGENS A RESPEITO DO ASSUNTO, DIGAMOS, DE OUTRA FONTE. FONTE MAIS NEUTRA, O SR FALA EM RESPEITO,RESPEITO ESTE QUE NUNCA HOUVE POR PARTE DO OCIDENTE COM RELAÇAO A RUSSIA, BOM FALANDO A VERDADE ESTA CARTA NUNCA IMPEDIU OS E.U.A. DE ATACAR QUEM QUER QUE NAO SE SUBMETA AS SUAS ORDENS.SEJAMOS TAMBEM FRANCOS OS AMERICANOS MANDAM EM TODAS AS ORGANIZAÇOES OCIDENTAIS.PARA ENCERRAR O SR FALA SOMENTE DA OTAN, MAS TALVEZ O SR NAO SAIBA QUE A OTAN SÓ FAZ O QUE(VOLTAMOS NOVAMENTE A ELES) OS E.U.A. MANDAM.

Este comentário foi removido pelo autor.

SR ANGELO LHE PEÇO DESCULPA POR ESCREVER EM LETRAS DE FORMA, MAS É QUE FICA MELHOR PARA MINHA VISUALISAÇAO.CONTO COM SEU ENTENDIMENTO

Grande Paulo, concordo com seu posicionamento, mas se observar, já é publicado notícias e informações oriundas de ambos os lados por diversas fontes, fica a disposição de nossos leitores ler e interpretar o que esta sendo noticiado não apenas pela óptica apresentada no artigo em questão, mas pela ampla gama de informações que publicamos diariamente tendo por bases diversas origens, ficando a cargo de nossos leitores o exercício do raciocínio lógico e o cruzamento de informações, como deve fazer todo bom analista de assuntos geopolíticos, somos neutros, porém há momentos em que publicamos analises nossas em respeito ao leitor e buscando esclarecer alguns fatos quando necessário e oportuno.

Espero poder contar sempre com sua participação, pois é essa troca de pontos de vista que enriquecem o conteúdo discutido e leva a abertura mais ampla do conhecimento e saber

Grande Paulo, concordo com seu posicionamento, mas se observar, já é publicado notícias e informações oriundas de ambos os lados por diversas fontes, fica a disposição de nossos leitores ler e interpretar o que esta sendo noticiado não apenas pela óptica apresentada no artigo em questão, mas pela ampla gama de informações que publicamos diariamente tendo por bases diversas origens, ficando a cargo de nossos leitores o exercício do raciocínio lógico e o cruzamento de informações, como deve fazer todo bom analista de assuntos geopolíticos, somos neutros, porém há momentos em que publicamos analises nossas em respeito ao leitor e buscando esclarecer alguns fatos quando necessário e oportuno.

Espero poder contar sempre com sua participação, pois é essa troca de pontos de vista que enriquecem o conteúdo discutido e leva a abertura mais ampla do conhecimento e saber

Postar um comentário