quinta-feira, 6 de outubro de 2016

A Mídia e o 4º poder - Qual papel do jornalista hoje?

Recentemente me bateu uma grande preocupação com relação ao papel de nós jornalistas, seja no jornalismo especializado ou na boa e velha prática de repórter. Pois infelizmente tenho visto em diversos veículos de comunicação o abandono dos reais valores que nos tornam o que somos, jornalistas, e que fazem nosso trabalho ter importância para sociedade e seu desenvolvimento.

Ultimamente é comum vermos o abandono do jornalismo clássico e do comprometimento com suas bases, que é noticiar os fatos de maneira clara e objetiva, o mais fiel possível a realidade que busca expor. Este tem sido um dos grandes problemas quando eu leio ou assisto ao conteúdo jornalístico hoje. Homens sem caráter e respeito tem usado do "poder" que emana do alcance que tem uma notícia publicada para o grande público, em prol de seus escusos interesses, quer estes sejam políticos, econômicos ou mesmo sociais.

clássico de Aragonês
Como bem exemplificou o grande cartunista espanhol Sérgio Aragonês em um de seus HQs, a mídia se tornou o 4º poder, como retrata em um de seus quadrinhos intitulado: "Groo o errante - A ira de Pipil Khan", ali através de uma estoria hilária e cômica, Aragonês consegue expor o dilema que atualmente o jornalismo tem enfrentado, e mesmo a forma como tem sido manipulado.

Hoje não apenas os governos, como grupos econômicos e grandes empresas tem lançado mão desta preciosa "arma" na conquista de seus interesses. Vide a invasão do Iraque em 2003, esta não teria sido possível sem o "apoio" da mídia, que com seu poder influenciou a opinião pública em favor de uma ação contra o Iraque, sob as falsas alegações da posse de armas de destruição e ligações com o terrorismo da nação árabe.

Isso é só a ponta do Iceberg!!! Muito tem se noticiado sem que realmente haja a tal "notícia", muita coisa tem sido publicada sem qualquer prova ou respaldo, em uma clara ação de manipulação da opinião popular. Não fosse apenas isso, muita notícia tem sido manipulada com a edição de texto e imagens, transformando uma mentira em verdade e vice-versa.

A profissão de jornalista hoje tem sido uma profissão muito difícil de se praticar, pois a tão propagada liberdade de imprensa, claramente não existe de fato, para noticiarmos determinados fatos temos de enfrentar todo tipo de obstáculos e mesmo ameaças. Isso sem falar no veto interno nas grandes edições, onde os "poderosos" donos dos principais grupos de comunicação controlam seus conteúdos e só publicam o que atenda aos seus interesses e de seus patrocinadores. O jornalista profissional hoje é em grande parte um profissional que usa antolhos se quiser "sobreviver" em uma redação de um grande jornal, é um profissional muitas vezes doutrinado e influenciado, o que o leva a não atingir o real objetivo de sua função, que é reproduzir os fatos com veracidade e isenção de posicionamento ideológico ou de qualquer outro tipo, impedindo o mesmo de ser imparcial,algo já muito difícil devido ao fator humano que nos cabe.

Eu como jornalista filtro muito tudo que chega ate minha redação e busco manter a clareza dos fatos, permanecer aberto e ligado a tudo que pode vir a contaminar a notícia em sua raíz, tento filtrar o que eu leio e busco interpretar de vários ângulos afim de obter um panorama o mais cristalino possível. Confesso que é algo muito difícil, na verdade impossível de se praticar a 100%, mas luto para me manter firme e convicto dos valores que aprendi e vivo no jornalismo.

Manipulação é um dos perigos na mídia hoje
Espero que este artigo de opinião sirva para reflexão de nossos leitores e mesmo amigos de profissão, pois todos somos falhos e podemos cometer erros, mas com humildade e convicção de nossos valores somos capazes de nos corrigir e buscar voltar a cumprir com nossa missão de jornalista, que com certeza não é sermos marionetes de pseudos líderes políticos ou grandes indústrias e demais atores deste triste cenário que tem atacado a base de nossa profissão e corrompido nossos grandes veículos de comunicação, não falo só no âmbito Brasil, mas mundial.

Hoje lidamos com uma mídia que se tornou o 4º poder, isso é algo que gera muita responsabilidade e trás muitos desafios para quem realmente almeja obter sucesso real e possuir uma consciência limpa. Diante de tudo que expus neste artigo de opinião, espero que você amigo leitor, não se deixe influenciar pelo que você lê em determinada mídia, até mesmo aqui em meu site, mas oriento a buscar mais informações, cruzar fontes para obter uma informação mais qualificada e exata dos fatos, lembre-se, para tudo na vi há duas ou mais versões, e nem todas ou mesmo todas podem ser verídicas, depende do que você realmente acredita e o angulo pelo qual você analisa os fatos. "A Paisagem pode estar em movimento para quem olha através da janela de um trem, como a pessoa esta em movimento para quem olha para a janela do trem..." (Angelo Nicolaci)


Por: Angelo Nicolaci - Editor do GBN News, Jornalista especializado em geopolítica e estratégia, graduando em Relações Internacionais pela UCAM, especialista em geopolítica do Oriente Médio, Rússia e Leste Europeu, Defesa e geopolítica brasileira.


GBN seu canal de informações e notícias

0 comentários:

Postar um comentário