sábado, 22 de outubro de 2016

Marinha do Brasil encerra buscas ao AF-1...

Após quase três meses de intensas buscas, a Marinha do Brasil na última sexta (21) veio nos informar através de nota oficial o fim das operações de busca ao Capitão de Corveta Aviador Naval Igor Simões Bastos e sua aeronave AF-1B (A-4KU) Skyhawk, desaparecidos desde 26 de julho, quando a aeronave se chocou contra outra aeronave durante exercícios de rotina.

As buscas utilizaram diversos meios e técnicas afim de localizar o piloto e sua aeronave, mas lamentavelmente as operações findaram sem que houvesse exito nas buscas, restando-nos agradecer imensamente todos os esforços desenvolvidos pelos homens e mulheres que atuaram nos esforços de busca, dentre estes deixamos especial agradecimento ás guarnições dos navios empregados nas buscas, não apenas as tripulações da Marinha do Brasil, mas também aos tripulantes do "Fugro Aquarius" que contribuíram com seus esforços, aos homens do CBMERJ, que fizeram buscas nas praias da região e aos demais envolvidos.

Nós oferecemos aos familiares e amigos o conforto de que Deus hoje conta co       m mais uma estrela em seu céu, que o mar guarde nosso aviador e nos retribua com boas lembranças de nosso aviador naval e nos faça valorizar a vida e o trabalho de cada homem e mulher que põe suas vidas em risco afim de garantir a segurança de nossa nação. Não esperamos lágrimas, mas um brado de reconhecimento pelos sacrifícios que são feitos diariamente por nossos bravos "homens do céu e do mar".

Abaixo segue a nota oficial:

Nota à Imprensa IX
Brasília, em 21 de outubro de 2016.

A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que, após 88 dias de intenso trabalho, foram encerradas hoje (21) as buscas ao piloto e à aeronave AF-1B, matrícula N-1011, desaparecidos no mar de Saquarema-RJ, no dia 26 de julho. As equipes de salvamento realizaram, nesse período, varredura ao longo da área marítima e trechos de praia situados nas imediações do acidente, inclusive com o emprego de mergulhadores da Marinha do Brasil, porém, lamentavelmente, o piloto e a aeronave não foram encontrados.
O acidente aconteceu quando duas aeronaves AF-1B encontravam-se realizando treinamento de ataque a navio de superfície. Durante o voo de afastamento do navio, em formatura tática, para a realização de um novo ataque, houve a colisão entre as aeronaves e a queda de uma delas no mar.
Imediatamente após o acidente, aeronaves e navios foram para o local e deram início às buscas. Ao longo de todo esse período, os seguintes meios prestaram apoio: aeronaves da Marinha, do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro; navios da própria Marinha, subordinados à Esquadra, ao Comando do 1º Distrito Naval e à Diretoria de Hidrografia e Navegação; e navios contratados pela empresa Petrobras.
Desde o acidente, a Marinha vem prestando todo o apoio necessário à família do piloto desaparecido, o Capitão de Corveta Igor Simões Bastos.
O Inquérito Policial Militar (IPM), instaurado em 27 de julho, apura as circunstâncias do acidente e a Comissão de Investigação de Acidentes Aeronáuticos (ComInvAAer), estabelecida no dia 26 de julho, deve identificar os fatores que contribuíram para o acidente, visando prevenir novas ocorrências.

GBN seu canal de informação e notícias

0 comentários:

Postar um comentário