sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Rússia mobiliza sistemas antimísseis ultramoderno na Crimeia

A Rússia anunciou nesta sexta-feira (12) a mobilização na Crimeia de seu sistema mais avançado de defesa antiaérea S-400 'Triumph', indicou um comunicado do distrito militar sul da Rússia, citado pelas agências de notícias russas.

O S-400 é um sistema de defesa antiaérea e antimísseis ultramoderno, de um alcance teórico de 400 quilômetros.

O anúncio é feito em um momento em que a região da península ucraniana, anexada por Moscou em 2014, vive um momento de crescente tensão. Desde quarta-feira (10), a Crimeia enfrenta uma nova escalada de violência entre Ucrânia e Rússia.
A Ucrânia colocou na quinta-feira suas tropas em estado de alerta na linha de demarcação com a Crimeia e no leste do país, depois que a Rússia afirmou que havia desmantelado "atentados" planejados por Kiev na península anexada em 2014. A anexação é denunciada pela Ucrânia e pelos países ocidentais.
Os serviços de inteligência russos acusam o governo ucraniano de ter organizado várias incursões de "sabotadores-terroristas" que provocaram confrontos armados e a morte de um agente do FSB (antigo KGB) e de um militar russo, segundo Moscou.
O presidente russo, Vladimir Putin, reuniu na quinta-feira (11) o conselho de segurança russo para abordar "medidas adicionais" com o objetivo de "garantir a segurança dos cidadãos e das infraestruturas vitais da Crimeia", segundo o Kremlin.
A Crimeia conta com várias bases militares e navais russas. Moscou já reforçou sua presença militar na península, sobretudo mobilizando caças.
Além dos instalados em seu território, a Rússia também mobilizou S-400 em sua base aérea de Jmeimim na Síria. Está previsto que outros sejam mobilizados nas principais bases navais da marinha russa, no Extremo Oriente, em Vladivostok e em Viliutchinsk, na região de Kamtchatka.

Fonte: AFP

0 comentários:

Postar um comentário