segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Marinha russa não vai reduzir programa de construção de navios de guerra

A Marinha da Rússia não pretende reduzir o programa de construção de navios de guerra,  disse o vice-almirante Viktor Bursuk nesta segunda-feira (1).

"Existem várias opções promissoras para o programa de construções, mas nenhuma decisão foi feita ainda pelo Comandante Supremo sobre o novo programa de construção da frota", disse Bursuk.

Os principais esforços da Marinha estão focados em construir o destroyer de propulsão nuclear da Classe Líder, o novo porta aviões e os porta helicópteros que assumiram o lugar da Classe Mistral que teve o contrato cancelado.

O novo destroyer de propulsão nuclear será construído no âmbito do conceito "stealth". A capacidade e potência do reator também permitirá instalar novos tipos de armas no navio, como laser ou armas eletromagnéticas.

Os designers dizem que o projeto do porta aviões "Storm" está pronto. No entanto, requer alguns ajustes devido à construção de longo prazo. A concepção de um novo porta-helicópteros vai começar no próximo ano, acrescentou Bursuk.


A Rússia prossegue a todo vapor com o investimento na renovação do seu poderio militar, não apenas adquirindo novos meios, mas desenvolvendo meios superiores ou compatíveis com o nível tecnológico de seus homólogos ocidentais.


GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário