terça-feira, 30 de agosto de 2016

100 Anos da Aviação Naval Brasileira!!! O GBN traz a você a cobertura da solenidade

A Marinha do Brasil celebrou na última sexta (26) o Centenário da Aviação Naval, que se completou no dia 23 deste mês. A cerimônia aconteceu na BAeNSPA em São Pedro da Aldeia e o nosso editor esteve presente afim de trazer á nossos leitores a cobertura desta importante comemoração. O Almirante de Esquadra Eduardo Barcellar Leal Fonseca, Comandante da Marinha do Brasil, presidiu a cerimônia que contou com a presença do Ministro da Defesa, Raul Jungmamm, ainda esteve presente no evento o ilustre deputado federal Jair Bolsonaro, além de muitos nomes importantes a história de nossa aviação naval e marinha. 
A comemoração coincidiu com o dia que se completou um mês desde o acidente envolvendo o caça naval AF-1B (A-4KU) Skyhawk, que caiu no mar após a colisão com outra aeronave do mesmo tipo, estando ainda desaparecidos a aeronave e seu piloto,  Capitão-de-Corveta Igor Bastos.
O evento, teve inicio às 9hrs, onde pudemos postar algumas fotos em nosso grupo no Facebook. 
O Ministro da Defesa, Raul Jungmamm, seguiu o protocolo e abriu as comemorações passando em revista as tropas. Durante o evento houveram importantes lançamentos alusivos a nossa história na Aviação Naval.  
O ministro da defesa, Raul Jungmamm, fez um discurso muito bem elaborado, onde ressaltou a importância da aviação naval ao Brasil e sua história, rendendo uma justa homenagem a todos homens que fizeram e fazem parte da história da força aeronaval brasileira. Jungmann também destacou o trabalho de cerca de 8 mil militares da Marinha durante a realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Durante seu discurso, o ministro fez uma justa homenagem ao aviador naval CC Igor Bastos, que há exato um mês precipitou com sua aeronave no mar após colidir com outra aeronave e encontra-se desaparecido desde então. “Faço uma sincera e emocionada homenagem ao Capitão-de-Corveta Igor Bastos, ainda desaparecido no mar após acidente ocorrido em treinamento. Estendo meus sentimentos a seus familiares e irmãos de farda”, disse o ministro. Ressaltou o sacrifício que todos os homens e mulheres de nossa aviação naval fazem em prol de cumprir com sua missão e a defesa da soberania de nossa nação. Em suas palavras: “essa lembrança traz a mim o dever de agradecer e cumprimentar enfaticamente todos tripulantes aeronavais brasileiros por seus sacrifícios, por seu profissionalismo, por sua abnegação e dedicação à Pátria. Parabéns a todos os aviadores que protegem, do ar, a nossa soberania no mar”.
O ministro ainda enfatizou a importância que a aviação naval representa para a esquadra brasileira: “A Aviação Naval é fundamental para a Esquadra, para o desenvolvimento de nosso País e para a defesa da Amazônia Azul. Somadas aos recursos pesqueiros de nossas águas, as riquezas localizadas na Amazônia Azul elevam o Brasil a um novo patamar de reservas e produção de petróleo e gás natural. É no marco da proteção desses recursos que a Marinha do Brasil vem aprofundando seus projetos estratégicos, notadamente aqueles que se baseiam no desenvolvimento de tecnologias e produtos de defesa nacionais.  Mas a Marinha do futuro precisa, sempre, lembrar e louvar o seu passado”, disse Jungmann.
O Almirante Leal Ferreira também enfatizou a importância da aviação para a Marinha. Na ordem do dia, o comandante da Força Aeronaval, almirante Goldstein, apresentou o histórico da aviação. “O sonho dos pioneiros de criarmos um braço aéreo em apoio a nossa Marinha escreveu belos e valorosos capítulos de superação, com a perda de companheiros que sacrificaram a própria vida em prol de um ideal”, ressaltou o almirante.
“Porém, a nossa história é de contínua evolução. Ao olharmos o futuro perceberemos a necessidade de nos atualizar, com a renovação de nossos meios. Assim é que a Marinha adquiriu os novos helicópeteros SH-16 “Seahawk” e UH-15 “Super Cougar”, iniciou a modernização dos AH-11 “Super Lynx” e dos AF-1B “Skyhawk”, bem como planeja substituir os valorosos UH-12/13 e o IH-6B, haja vista o término de vida útil”, afirmou o almirante.

Os Correios lançaram um selo comemorativo ao Centenário da Aviação Naval Brasileira. Participaram da obliteração do selo, um protocolo da cerimônia,o ministro da Defesa, Raul Jungmann; o comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira; e o ex-ministro da Marinha, Almirante de Esquadra Mauro César Rodrigues Pereira.
O diretor regional dos Correios no Rio de Janeiro, Everton Machado, representou o presidente dos Correios, Guilherme Campos, e conduziu as obliterações, ressaltando “a filatelia, que hoje cumpre, mais uma vez, seu importante papel de disseminar acontecimentos que propagam a memória histórica brasileira”.
Ainda houve a entrega de Diplomas do Mérito Aeronaval para militares e civis agraciados além do lançamento da medalha comemorativa e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) produziu um livro comemorativo aos 100 anos da Aviação Naval Brasileira. 
Em discurso, o ministro da Defesa exaltou a evolução da aviação naval brasileira e seus feitos ao longo dos últimos 100 anos, além de reconhecer a importância da homenagem. “A Marinha é uma síntese das melhores tradições e do impulso pela inovação e modernização, mas a Marinha do futuro precisa sempre lembrar e honrar o seu passado. Os cem anos da aviação naval brasileira estarão eternamente gravados nos símbolos que compõem a medalha e o selo comemorativo do centenário lançados hoje”, afirmou Raul Jungmann.
Na sequência assistimos ao desfile da Companhia de Honra e demonstrações aéreas com aeronaves da Aviação Naval, estando ausente apenas as aeronaves AH-11 Super Linx que estavam participando de manobras. Um caça AF-1 (A-4KU) Skyhawk rasgou o céu em uma passagem baixa atraindo o olhar dos presentes.
Participaram da cerimônia em desfile os alunos da Escola Almirante Carneiro Ribeiro, de São Pedro da Aldeia, e militares da reserva que ajudaram a fazer a história da Aviação Naval da Marinha do Brasil.
A Aviação Naval brasileira foi marcante na história de nosso país, sendo o berço da aviação militar no país, marcando seu pioneirismo com a criação da primeira escola de aviação militar no País em 1916, em seguida realizando o primeiro voo de uma aeronave militar no país, dentre tantos outros importantes marcos em nossa história. Em 1941, a Aviação da Marinha contribui para o "nascimento" de nossa Força Aérea Brasileira, cedendo pessoal, bases aéreas navais e aeronaves para a criação da nossa querida FAB.
A Marinha hoje desenvolve um papel importante no controle do trafego em nossas águas jurisdicionais, promovendo não apenas o patrulhamento e defesa de nossas águas, mas provendo segurança aos navegantes. Além de patrulhar os mares e águas interiores, suas aeronaves tem sido de grande valia em apoio as atividades de segurança pública, buscas e resgates, assistência hospitalar aos ribeirinhos da Amazônia e Pantanal Mato-Grossense, além de prestar apoio à defesa civil em situações de calamidade pública, tais como enchentes, incêndios florestais e desastres ambientais, como podemos lembrar do caso ocorrido na Região Serrana do Rio de Janeiro em 2011, com suas aeronaves voando centenas de horas afim de resgatar as vítimas do desastre e nós do GBN estávamos lá acompanhando o trabalho de nossas forças armadas.

A cerimonia foi muito bela, marcando as comemorações do Centenário da nossa Aviação Naval, onde ainda tivemos a oportunidade de entrevistar o Comandante da Marinha do Brasil,, Almirante Leal Ferreira, matéria que iremos publicar em breve aqui em nosso site.
Queremos agradecer a Marinha do Brasil, que nos recebeu tão bem em suas instalações, em especial á equipe de Comunicação Social, onde fomos bem atendidos pela Tenente Karla Natal, não esquecendo da equipe com a qual continuamente temos estabelecido um importante canal entre a Marinha do Brasil e nossos leitores, o Centro de Comunicação Social da Marinha do Brasil em Brasília, onde os Tenentes Streb e Valquiria estão sempre prontos a nos atender.
Um grande abraço e saudações aos nossos heróis do céu e do mar, um viva a aviação naval brasileira!

GBN seu canal de informações e notícias


0 comentários:

Postar um comentário