segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Forças Especiais são capazes de defender os interesses da China a nível mundial



No domingo (14), no jornal chinês Jiefan Junbao foi publicado um artigo sobre o papel importante das forças especiais da China na segurança dos interesses nacionais do pais. A Sputnik apresenta as opiniões de analistas sobre o assunto.

A geografia e as funções das Forças Especiais da China se expandem paralelamente ao desenvolvimento da China, foi assim que analistas russos comentaram o artigo publicado no Jiefan Junbao.
O jornal de Hong Kong SCMP acrescentou que as Forças Especiais da China recebem o papel importante de assegurar os interesses estratégicos da China no estrangeiro.

Entretanto, a China comunicou que vai assegurar os seus ativos com ajuda das forças especiais, porque os riscos para ela estão aumentando com o aumento da ameaça terrorista. O analista Pavel Kamennov, do Instituto do extremo Oriente, comenta:

"A China toma medidas profiláticas. Elas estão ligadas ao fato de que o business chinês está representado em todo o mundo. Os chineses acreditam que há ameaça potencial para a sua propriedade, pessoal e ativos no estrangeiro. A Líbia e o Sudão são exemplos disso. […] A ideia principal da expansão da zona de utilização de forças especiais, segundo a minha opinião, é a proteção de condições externas normais para o desenvolvimento da economia chinesa".

Já o especialista do Centro de Relações Internacionais do Instituto da Mídia chinês, Yang Mian, esclarece:

"Vou acrescentar que nesta altura a China ainda não anunciou o posicionamento das Forças Especiais para defender seus interesses no estrangeiro. As forças especiais são a nova potência operativa. A China ainda está reforçando o potencial das atividades militares reais", comunicou ele.

As autoridades da China estão reforçando especialmente a autoridade e o papel das Forças Especiais no processo de proteção dos interesses nacionais.
"As operações das Forças Especiais chinesas são possíveis no Oriente Médio. Ao que parece, possíveis lugares para seu posicionamento podem ser o Afeganistão e ainda a Síria. Lutando aí contra o terrorismo global, a China ao mesmo tempo vai proteger seus interesses. Por exemplo, no Afeganistão há uma quantidade grande de jazidas onde os chineses irão extrair recursos minerais. Para protegê-los a China pode utilizar Forças Especiais", disse o analista militar russo Vladimir Evseev.
Em agosto de 2015, a edição norte-americana The National Interest enumerou as Forças Especiais chinesas entre as cinco ameaças principais para os EUA. Isto mostra o fato que o profissionalismo e capacidades dos soldados chineses quase não provocam dúvidas. 
Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário