domingo, 7 de agosto de 2016

Marinha segue com as buscas ao AF-1, esperamos resultados em breve

Após doze dias de buscas, ainda não há vestígios da aeronave AF-1 (A-4KU) e seu piloto. A Marinha do Brasil nos enviou uma nota oficial na última sexta feira (6), onde informou os meios empregados nas buscas e reafirmou que as equipes continuam as buscas com a mesma determinação até que sejam encontrados o aviador naval e sua aeronave. Agora no fim deste domingo (7) estivemos em contato com o CCS da Marinha do Brasil, onde obtivemos a informação que o status das buscas segue o mesmo, ainda sem vestígios do aviador e sua aeronave.

Abaixo nós reproduzimos a nota oficial em sua integra:


MARINHA DO BRASIL
 CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA MARINHA

Nota à Imprensa V

Brasília, em 05 de agosto de 2016.


A Marinha do Brasil (MB), em complemento às Notas publicadas anteriormente, informa que as buscas ao piloto da aeronave AF-1B, desaparecido no mar desde terça-feira (26/07), prosseguem de forma ininterrupta e, até hoje (05/08), nada foi encontrado.

Cabe esclarecer que as aeronaves AF-1 Skyhawk não possuem instalado equipamento GPS para sua localização, mas dispõem de ELT (Transmissor Localizador de Emergência) no assento ejetável, acionado automaticamente durante o processo de ejeção; de uma Baliza de Localização Pessoal (PLB) no colete do pilotoque deve ser acionada manualmente, em caso de necessidade. Até o presente momento, não foi detectado qualquer sinal proveniente desses equipamentos.

MB está utilizando, diuturnamente, diversos navios e aeronaves nas buscas ao piloto desaparecido e à aeronave, tendo participado, até o momento, entre outros: Navio de Socorro Submarino Felinto Perry, Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”, as Fragatas “Constituição”, “Rademaker”, “Liberal” e “União”os Navios-Patrulha Oceânico “Apa e “Amazonas” e o Navio-Patrulha “Macaé”, bem como o apoio de aeronaves do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de JaneiroAs condições do mar de ressaca reinantes nos últimos dias têmdificultado os trabalhos das equipes de busca e salvamento. 

Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para apurar as circunstâncias do acidente e, encontra-se em andamento, os trabalhos da Comissão de Investigação de Acidentes Aeronáuticos (ComInvAAer)estabelecida com o objetivo de identificar os fatores que contribuíram para o acidente visando prevenir novas ocorrências


O GBN segue acompanhando as operações de busca, e tão logo haja qualquer nova informação sobre as operações iremos trazer a você amigo leitor. Em breve traremos uma matéria especial sobre as operações do A-4 com a Marinha do Brasil.


GBN seu canal de informação e notícias

0 comentários:

Postar um comentário