terça-feira, 23 de agosto de 2016

Centenário da Aviação Naval Brasileira - 23 de agosto homenagem ao aviador naval

A história começou em 14 de outubro de 1911, quando nosso oficial da Marinha, Jorge Möller, se tornou o primeiro militar do país a receber o brevê de piloto.

Pouco tempo depois, nos idos do ano de 1914 foi criada a Escola Brasileira de Aviação, e o Tenente Antônio Augusto Schorcht tornou-se o primeiro militar brasileiro instrutor de voo.
E finalmente no dia 23 de agosto de 1916, a Marinha do Brasil como pioneira no país fundava a Escola de Aviação da Marinha, que teve sua sede na Ilha das Enxadas, no Rio de Janeiro. Ainda no mês de agosto realizou o primeiro voo de um avião militar brasileiro.

De lá até os dias atuais a Aviação Naval superou muitos desafios, se especializou, amadureceu, enfrentou e derrubou diversas barreiras que tentaram se levantar contra a mesma. Tivemos nosso primeiro Navio Aeródromo, o NAeL A-11 Minas Gerais, com ele vieram muitos aprendizados e mais desafios, a aviação naval chegou a perder o direito de operar aeronaves de asas fixas, mas se manteve firme nos céus e há pouco mais de duas décadas voltamos a voar aeronaves de asas fixas, chegaram os A-4KU Skyhawk, nomeados AF-1B em nosso Esquadrão VF-1 "Falcão", enfrentamos novos desafios, mantivemos a firmeza que é inerente aos grandes heróis e chegamos até os dias atuais para celebrar o primeiro centenário de nossa Aviação Naval.

O GBN quer homenagear todos nossos heróis que fazem parte da história de nossa aviação naval, que dão sua vida pela defesa de nosso imenso Brasil. 

Nós chegamos a este 23 de agosto comemorando nossa história e tradição, mas não deixando de render a justa homenagem aqueles que deram a vida por nossa pátria. Nesse centenário da aviação naval, ainda sentimos a perda de um de nossos heróis, mas tenho certeza que nós perdemos um amigo e grande profissional durante o cumprimento de seu dever, mas o céu ganhou mais uma estrela, um "Falcão" que de lá deve estar nos observando e guardando. Rendemos uma justa homenagem ao "Falcão" Capitão de Corveta Igor, que infelizmente nos deixou em 26 de julho durante um exercício em Saquarema, mas festejamos sua vida e toda a importância que este aviador naval representa aos seus amigos e familiares, lembrando que a aviação naval é feita de homens como ele, homens de honra, homens de caráter, homens que amam suas famílias e sua pátria, homens que estão dispostos a sacrificar suas vidas pela segurança de nossa grande nação, a pátria mãe Brasil!!!  


Por: Angelo Nicolaci

GBN seu canal de informação e notícias

0 comentários:

Postar um comentário