sábado, 30 de junho de 2018

RIDEX 2018: SAAB-Damen, se destacam na disputa do Programa Tamandaré

Durante a primeira edição da Ridex, conferimos um pouco mais sobre a proposta da SAAB-Damen para o Programa Corveta Classe Tamandaré, onde o consórcio que reúne a SAAB, Damen e o estaleiro nacional Wilson Sons dentre outras empresas.

A SAAB apresenta como solução seu sistema de combate 9LV que congrega diversos sensores e sistemas já integrados com sucesso em outras marinhas pelo mundo. Essa solução de sistema dá a Marinha do Brasil a possibilidade de ter seu sistema de combate, o SICONTA, integrado ao 9LV, provendo um aumento nas capacidades deste sistema nacional.

Com relação ao projeto do navio, trata-se de uma variante que tem por base as corvetas SIGMA 10514, similares ás que foram construídas para as marinhas do México e Indonésia, porém adequadas aos parâmetros brasileiros, sendo um navio já testado, com uma solução consolidada e total domínio tecnológico, sendo um projeto moderno. A proposta prevê que a construção do mesmo será modular, o que permite maior rapidez na construção do navio e a descentralização da construção do mesmo caso seja necessário, o que a principio não é o caso, uma vez que a parceria nacional com o estaleiro Wilson Sons, possui plena capacidade de produção e integração de cada módulo deste novo navio. Porém, o primeiro exemplar da corveta tem prevista a construção de dois módulos na Holanda, onde serão integrados todos os sistemas eletrônicos e de automação. 

Tal definição foi adotada visando capacitar as equipes técnicas brasileiras nesta atividade, tendo em vista que estes dois módulos encontram-se a parte sensível do navio, como os sistemas eletrônicos e de automação que são o coração do navio. Para que os engenheiros e técnicos brasileiros venham a absorver os processo de forma prática, estes dois módulos deverão ser construídos na Holanda, onde ficou claro que isso ocorrerá somente no primeiro navio, com os demais sendo completamente construídos e integrados no Brasil pela Wilson Sons e os parceiros envolvidos no programa.

A proposta que nos foi apresentada, deixou bem claro que não se trata apenas de aquisição de um navio com sistemas de alta complexidade, é compra de navio com sistemas modernos, construído de forma modular, o que permite que o mesmo tenha sua construção realizada em locais diferentes, embora esta não seja a proposta, uma vez que o estaleiro da Wilson Sons em Santos, será o responsável por todas as fases e processos de construção do navio,  e mais importante, será a inserção do conteúdo nacional ao projeto, o que torna muito mais simples e econômico não apenas o processo de construção dos navios, mas toda sua manutenção no seu ciclo de operação, tornando viável que a manutenção dos mesmos seja completamente feita no Brasil por brasileiros.

A escolha do estaleiro Wilson Sons como parceiro na construção nacional destas corvetas, foi uma decisão técnico-estratégica, uma vez que a Damen e a Wilson Sons já possuem uma parceria de muitos anos, com a Wilson Sons tendo construído dezenas de navios com os holandeses, logo já existe toda uma capacidade instalada para atender ao projeto da Damen no Brasil. O que não ocasionará em nenhum atraso com relação a construção da SIGMA 10514 por conta do conflito de "cultura" entre as empresas, uma vez que os técnicos e engenheiros da Wilson Sons já possuem larga experiência em trabalhar com projetos da Damen, um fato bastante relevante.

A impressão que tivemos ao conversar com os representantes da Damen e SAAB com relação a sua proposta, é que estamos diante de um projeto que apresenta bastante solidez, com soluções "simples" e que tendem a superar as expectativas, uma vez que já há uma sinergia entre os envolvidos no programa. Vale ressaltar que assim como a Damen e a Wilson Sons já tem um longo histórico de trabalho conjunto, o mesmo se dá com a SAAB e a Damen, as quais possuem um vasto histórico de parceria entre as duas europeias.

O executivo da SAAB, Alencar Leal, confirmou que o Brasil hoje possui a capacidade de absorver todo o processo que envolve as CCTs, com o sistema 9LV sendo capaz de integrar o SICONTA, bem como há capacidade de integrar diversos sistemas que venham a ser exigidos pela Marinha do Brasil. A Damen por sua vez domina processos construtivos de última geração e que podem ser realizados no Brasil, apresentando uma solução moderna, viável e eficiente para atender ao Brasil.

Esperamos por mais informações após a definição do short-list, uma vez que a empresa se limita a fornecer algumas informações sobre o projeto devido a possibilidade de que alguns parâmetros sujeitos a alterações se houver solicitação da Marinha do Brasil venham a ser atualizados e modificados visando atender as requisições brasileiras.

Agradecemos a toda equipe da SAAB, Damen e Wilson Sons, que nos receberam e apresentaram sua proposta de maneira clara e objetiva, e a conclusão que chegamos é que a SAAB-Damen se coloca como uma das favoritas na disputa do Programa de Corvetas Classe Tamandaré.


Por Angelo Nicolaci - Jornalista, editor do GBN News, graduando em Relações Internacionais pela UCAM, especialista em geopolítica do oriente médio e leste europeu, especialista em assuntos de defesa e segurança.


GBN News - A informação começa aqui



Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger