quarta-feira, 13 de junho de 2018

PMs realizam sonho de menino de 10 anos

A comemoração pelo aniversário de 10 anos do menino João Victor de Souza, morador de São Vicente, no litoral paulista, por pouco não aconteceu por falta de dinheiro. Mas, para a felicidade dele, a festa não só ocorreu como também veio acompanhada pela realização de um sonho: conhecer uma equipe da Polícia Militar, da qual é fã.

Tudo começou na última sexta-feira (8). Ingridy de Souza, de 29 anos, mãe do menino, não faria festa no aniversário do filho, que completou 10 anos em 29 de maio, por questões financeiras. Mas, em conversas com o marido, decidiu que não só faria uma pequena comemoração, para a família, como também tentaria fazer algo especial.

"Ele conhece tudo, sabe as diferenças das polícias, aprendeu tudo sozinho. Então pensei: 'Por que não fazer o tema da PM?'. Foi quando conversei com alguns policiais que ficam em frente ao Hospital Municipal, onde trabalho, e pedi orientação", explica.

Ingridy, então, foi orientada a procurar a 3ª Companhia do 39º Batalhão da Polícia Militar, na Área Continental. Lá, entregou uma carta de próprio punho contando o sonho do filho. "Expliquei a situação e perguntei se havia a possibilidade de comparecerem. O sonho dele era ter esse contato físico, conhecer, conversar. Até então, ele só via a PM nas ruas", conta.

De acordo com o capitão da Polícia Militar Flávio Ponci, o pedido foi prontamente atendido. "Despachei a carta ao sargento Tavares, que estaria de plantão no dia da festa, para que deslocasse uma viatura de patrulha comunitária até lá. Acabou que quase todos foram até o local", conta.

Pelo menos quatro viaturas, com oito policiais, se deslocaram até a casa de João Victor, no bairro Gleba II, no sábado (9). Quando soube que a PM realmente iria à festa do filho, Ingridy, então, montou uma 'operação de guerra' para despistá-lo.

"Meu cunhado o pegou mais cedo para eu organizar a decoração. No fim, eles atrasaram, e os policiais chegaram antes", conta. Quando, enfim, chegou, João Victor se assustou com as viaturas na frente de casa, e correu para abraçar a mãe.

"Ele achou que tinha acontecido alguma coisa. Me abraçou forte, mas os policiais disseram que aquilo era para ele. Então, ele se emocionou, os olhos ficaram cheios d'água. Os PMs ficaram admirados, pois ele mal conseguia falar", relembra.

Gratidão

Ingridy relata que a timidez de João logo passou. "Eles ficaram lá um pouco, e ele perguntou de tudo”. Os policiais, inclusive, fizeram uma vaquinha para presentear o menino com um carrinho imitando uma viatura policial. “Depois, tiveram que ir, pois estavam de serviço", explica.

Ainda assim, preocupado, João deu a ideia de visitá-los no batalhão logo após a festa. "Como eles ficaram pouco lá, nós levamos lanches para eles. A iniciativa partiu do meu filho”, conta.

Na casa de João, toda a família ficou grata com a surpresa. “Aplaudimos de pé. Eles promovem coisas boas nas vidas das crianças, principalmente nesse mundo caótico que vivemos, onde as influências nem sempre são boas. Fico grata”, conta a mãe.

Já Ponci conta que já fez o convite para Ingridy levar João ao batalhão, para passar uma tarde e conhecer o dia a dia da corporação. “Fico feliz ao ver o sorriso de uma criança que gosta do nosso serviço, não só eu como todos os PMs. Sou pai, avô, e sei desse sentimento. É maravilhoso”.


Fonte: G1 Notícias
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger