domingo, 28 de março de 2010

Um país cresce com aeroportos


HÁ 36 anos organizando e incentivando a ampliação da malha aérea do país, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) atua como um personagem fundamental para o desenvolvimento de um Brasil integrado de Norte a Sul. Trata-se de um desafio enfrentado de forma contínua genuinamente nacional, agora acrescido com a realização de grandes eventos mundiais, a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. As três competições vieram a se somar à demanda projetada dentro da expectativa de crescimento do país.

Além de cumprir seu papel como provedora da infraestrutura para quem usa eopera 67 aeroportos e 34 terminais de carga, a Infraero administra ainda mais de 80 unidades de auxílio à navegação aérea. Todo esse esforço consumiu, nos últimos dez anos, investimentos de R$ 5,3 bilhões, aplicados na construção e modernização de aeroportos elemento fundamental num país de dimensões continentais como o Brasil e na geração de possibilidades de crescimento econômico, por exemplo, como turismo. No ano passado, a empresa entregou aos usuários de Cruzeirodo Sul, no Acre e Boa Vista, em Roraima, os terminais aeroportuáriosremodelados, valorizando o potencial turístico dos dois estados.

Como planejamento até 2014 sendo cumprido, parte das obras já está emexecução, inclusive as que se referem aos dois terminais do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão Tom Jobim. Orçadas em R$ 648,45milhões, incluem a modernização do Terminal 1 e a conclusão do Terminal2, com um acréscimo total de 63 mil metros quadrados para utilizaçãodiária. A lista do que já foi feito pela Infraero é grande, significativa, e pode ser percebida pelos passageiros: o embarque internacional do setor C está novo, os painéis informativos dos voos foram reformados, os 44 banheiros também passaram por modernização, pisos foram polidos ou substituídos, forros foram trocados, colunasreceberam revestimento novo com proteção, e a sinalização externa foi padronizada, saindo a separação por cores (verde, azul, vermelho).

O trabalho prossegue dentro da previsão, com as obras atuais voltadas para recuperação das fachadas término até o fim do semestre estrutural, das calçadas externas, de revestimentos e pinturas, detroca de forros e luminárias e do setor de embarque internacional B, esta com término previsto para este mês. Todos os 60 elevadores dos dois terminais estão sendo substituídos e estarão operando até agostodo ano que vem. A prioridade da Infraero é efetuar a substituição primeiro dos elevadores que atendem o público em geral. Seis, porsinal, estão em operação desde janeiro. Dentro da mesma preocupação como bem-estar dos usuários, será feita a troca das escadas rolantes.

Aq ualidade do que é executado foi comprovada durante a alta temporada. Previsões pessimistas caíram, soterradas por uma taxa de pontualidadede 84% em pousos e decolagens durante as festas de fim de ano. Foi oterceiro ano consecutivo de calmaria e ordenamento nos aeroportos graças ao trabalho contínuo e preocupado com o desenvolvimento integrado do país por conta da Infraero. Se depender desse esforço, o país já terá uma medalha garantida no pódio da infraestrutura.

O investimento da Infraero no aeroporto do Galeão é de R$ 648 milhões

Fonte: JB On Line
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger