sábado, 11 de agosto de 2018

Sistema TOR-E2 no padrão OTAN?

A industria de defesa da Rússia esta se preparando para oferecer uma alternativa de seus sistemas de defesa aérea aos países membros da OTAN. Isso mesmo, os russos oferecerão em breve o seus mais recente sistema de defesa aérea, o Tor-E2, o qual poderá ser integrado às defesas aéreas baseadas no padrão OTAN, segundo anunciou a estatal de exportações de material de defesa russa, Rosoboronexport.

O novo sistema Tor-E2 dará a possibilidade de ser interligado com qualquer sistema de defesa aérea existente no mundo, incluindo aqueles nos padrões da OTAN, o que irá impactar sobre as principais limitações as exportações deste sistema aos países que integram a OTAN, como é o caso por exemplo da Turquia, que esta tendo problemas com os EUA e os demais membros da aliança, justamente por ter insistido na aquisição do sistema S-400, o que sob alegação dos demais países, não poderá ser integrado ao sistema da OTAN.

Uma bateria de quatro veículos de combate terá um centro de comando anexo responsável pelo controle e coordenação do Tor-E2. propiciando aos veículos de combate sua integração com o sistema de controle das defesas aéreas do país que o operar, disse um comunicado da Rosoboronexport.

O Tor-E2, produto desenvolvido e produzido pela russa Almaz-Antey, manteve as principais características e capacidades da família de sistemas de defesa aérea Tor, tornando-se uma arma ainda mais eficiente, oferecendo proteção contra qualquer meio de ataque aéreo moderno.

Os sistemas de defesa aérea russos, detém uma larga história de sucesso ao longo de décadas, sendo uma das principais ilhas de conhecimento desde a era soviética, sendo reconhecidos mundialmente pela letalidade e eficiência se comparados aos seus homólogos ocidentais. "Não é por acaso que muitos clientes estrangeiros em diferentes partes do mundo se interessam por ele. Suas capacidades exclusivas de combate e parâmetros técnicos são superiores aos dos concorrentes majoritários no mercado mundial. Em termos de mobilidade e resistência, não tem igual", disse o CEO da empresa, Alexander Mikheyev.

O Tor-E2 é capaz de destruir aviões, helicópteros e misseis de cruzeiro e anti-radar, além de drones e uma vasta gama de mísseis guiados. Além disso, elimina eficazmente armas inteligentes, como as bombas planadoras e as bombas guiadas. Sendo capaz de operar em meio a intensas contra-medidas, sob qualquer tempo durante o dia ou a noite. Cada viatura esta armada com 16 mísseis, sendo o dobro do apresentado pela versão anterior do sistema Tor.


GBN News - A informação começa aqui
com agências


Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger