domingo, 5 de agosto de 2018

Compra de "Linces" pelo Brasil não faz parte do programa VBMT-LR

Segundo a notícia veiculada em primeira mão, pelos nossos parceiros Paulo Bastos e Roberto Caiafa, na Revista Tecnologia & Defesa, o Exército Brasileiro, estaria realizando a aquisição de um lote de 16 viaturas Iveco LMV "Lince", as quais são oriundas dos estoques do exército italiano.

Alguns de nossos leitores expressaram dúvidas com relação a essa compra. Buscando esclarecer nosso púbico, resolvi falar um pouco sobre essa nova aquisição, o leitor pode inclusive clicar acima no link da Revista T&D para conferir a integra da matéria.

Para compreensão de todos, vamos deixar claro que a atual aquisição não tem qualquer ligação com o programa estratégico desenvolvido pelo Exército Brasileiro, o qual se saiu vencedora na disputa para fornecer o VBMT-LR ( Viatura Blindada Multitarefas Leve sobre Rodas), a italiana Iveco, com sua filial brasileira ofertando o LMV "Lince", porém, o programa aguarda por recursos para iniciar a produção em Sete Lagoas, Minas Gerais.

A atual compra visa suprir a necessidade pontual identificada pelo Exército Brasileiro em sua atuação no estado do Rio de Janeiro, onde esta sendo realizada a Intervenção Federal na segurança pública do estado. 

Após verificada a lacuna existente, fora solicitado ao governo federal a liberação para proceder na compra destas viaturas, a qual recebeu aval para dispensa de licitação por se tratar de um item de urgência para atender as tropas no teatro de operações carioca.

Com isso, o Gabinete de Intervenção Federal do Rio de Janeiro, sob comando do Gen.Braga Netto realiza a compra direta das 16 viaturas "Lince", oriundas dos estoques do Exército Italiano, as quais serão entregues revisadas e em plenas condições de emprego pelas forças brasileiras.

O custo estimado do contrato é de 16 milhões de reais, e envolve além das viaturas a compra de componentes e ferramental para manutenção das mesmas, não se sabe ainda, porém, se tais viaturas após a expiração da intervenção federal serão transferidas as forças de segurança pública do estado ou permanecerão em operação com o Exército Brasileiro.

O "Lince" é uma viatura que apresenta capacidades que o tornam um meio importante para o emprego no cenário que encontramos no Rio de Janeiro, além de cobrir uma lacuna existente nas capacidades do Exército Brasileiro, onde seria fundamental para cumprir missões de paz no âmbito da ONU, como seria o caso da participação brasileira na República Centro-Africana, da qual um dos motivos da não participação brasileira, teria sido a ausência de uma viatura com tais características de emprego. Esperamos que o governo federal atente para as necessidades estratégicas de nossa defesa e libere os recursos para obtenção de nossos "Linces" através do programa VBMT-LR.

Para mais detalhes sobre esta aquisição, basta clicar aqui e conferir a matéria na T&D


Por Angelo Nicolaci - Jornalista, editor do GBN News, graduando em Relações Internacionais pela UCAM, especialista em geopolítica do oriente médio e leste europeu, especialista em assuntos de defesa e segurança.


GBN News - A informação começa aqui
com informações da Revista Tecnologia&Defesa

Share this article :

1 comentários:

  1. Se forem para as forças de segurança logo ficarão inoperantes. As forças de segurança não podem ficar dependendo das FFAA.Devem possuir seus próprios meios com padronização e logísticas adequadas à escala, com doutrina de emprego e capacitação. Não há argumento válido para que esta espécie de veículos permaneçam com as forças policiais.

    ResponderExcluir

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger