domingo, 19 de agosto de 2018

Sergio Vieira de Mello - Um exemplo de herói brasileiro

Há exatos quinze anos, no dia 19 de agosto de 2003, um atendado terrorista contra uma das instalações da ONU no Iraque, onde vinte e duas pessoas perderam suas vidas, dentre as quais estava um dos maiores nomes dentro da ONU, o brasileiro e carioca Sergio Vieira de Mello, Alto Comissariado das Nações Unidas, que após 34 anos de atuação nas principais áreas de conflito do planeta, nos deixou aos 55 anos de idade.


Sergio Vieira de Mello tornou-se funcionário da ONU em 1969, e passou a maior parte de sua vida trabalhando no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, a ACNUR (UNHCR em inglês), atuou em várias missões humanitárias e de manutenção da paz: Como em Bangladesh, Sudão, Chipre, Moçambique, Peru, Líbano, Camboja, Croácia, Bósnia, Kosovo, Ruanda e Timor-Leste.

Em 1996 foi nomeado assistente do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, antes de ser enviado para Nova Iorque, em janeiro de 1998, como Secretário-geral-adjunto para Assuntos Humanitários das Nações Unidas, sendo o primeiro brasileiro a ocupar o alto escalão da ONU.

Sergio Vieira de Mello era o homem de confiança do então secretário-geral Kofi Annan, considerado por muitos como a personificação do objetivo da ONU.Sendo extremamente atuante, com uma disposição fora do comum para ir a campo, com uma coragem e carisma únicos. Sergio era hábil negociador, possuía um incrível domínio da palavra, era flexível, pragmático e muito eficiente na negociação com governos corruptos e ditadores sanguinários, em busca da paz.

Para o ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, o Sergio era "a pessoa certa para resolver qualquer problema". Sendo um bem sucedido negociador da ONU, onde atuou em alguns dos principais conflitos da segunda metade do século XX. Dentre os mais marcantes em que esteve envolvido, podemos citar Bangladesh nos anos 70, no Líbano nos anos 80, e na década de 90 esteve envolvido na Bósnia e Herzegovina, Kosovo, Ruanda e Timor-Leste, este último o mais marcante de sua carreira, onde no período de 1999 á 2002, ajudou a reconstruir um país completamente devastado, instituindo uma das maiores democracias daquela região.

Sergio Vieira de Mello era um dos nomes fortes da ONU para ocupar o cargo de secretário-geral, mas em maio de 2003, foi enviado como representante oficial do Secretário-geral das Nações Unidas para o recém ocupado Iraque, país que havia sido invadido pelos EUA, e que vivia um intenso conflito interno após a queda do ditador Saddam Hussein. E foi ali que nosso herói teve sua brilhante carreira interrompida por um atentado, quando um caminhão-bomba foi detonado ao lado do prédio que era usado pela missão do ONU. Além dos 22 mortos, cerca de 150 pessoas ficaram feridas no ataque. O ataque lançado pela Al Qaeda teve como objetivo justamente matar Sergio Vieira de Mello, sendo o mais violento ataque contra uma missão civil das Nações Unidas até então. 

Falar sobre o Sergio Vieira de Mello é algo muito complexo, e que nos demandaria aqui escrever uma série, tamanha foi a expressividade de sua carreira, principalmente no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, onde deixou um grande legado ao redor do mundo. 

No exterior o nome do Sergio é reverenciado e muito reconhecido, algo que infelizmente não se repete aqui no Brasil, país que deveria ter grande orgulho deste verdadeiro herói mundial. Antes de iniciar meus estudos no campo das Relações Internacionais, me deparei com a lenda que era Sergio Vieira de Mello, o qual em muito me inspirou e me inspira. Sua morte em 2003, representou uma grande perda para o mundo.

Esta semana, na última quinta-feira (16), estive na UNIC-Rio, onde foi lançado o livro produzido por Andre Zavarize e escrito por Wagner Sarmento, o qual trás a história de Sergio Vieira de Mello, acompanhado de um emocionante documentário. Você pode conferir a cobertura do lançamento do livro e a entrevista com os autores clicando no link : "Sergio Vieira de Mello, O legado de um herói brasileiro", acompanhamos o lançamento

Nosso parceiro Robinson Farinazzo lançou um vídeo sobre o Sergio Vieira de Mello no Canal Arte da Guerra, e você também confere aqui conosco, basta clicar a seguir: "Sergio Vieira de Mello: Uma vida, um exemplo, um brasileiro."

"No país em que jogadores de futebol e artistas são tidos como heróis, eu volto meus olhos aos heróis de verdade, aqueles que na humildade e coragem de seus atos, mostram que é possível se construir um futuro melhor para humanidade. Que jamais se esqueça a vida e o legado deste grande brasileiro que foi Sergio Vieira de Mello, um herói, um exemplo de humanidade a ser seguido", Angelo Nicolaci.





Por Angelo Nicolaci - Jornalista, editor do GBN News, graduando em Relações Internacionais pela UCAM, especialista em geopolítica do oriente médio e leste europeu, especialista em assuntos de defesa e segurança.


GBN News - A informação começa aqui.
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger