segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Operação retira do mar destroços de avião em que morreu Teori no RJ

Destroços do avião bimotor King Air, que caiu na quinta-feira (19), matando o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki e outras quatro pessoas, foram retirados do mar neste domingo (22), em Paraty (RJ). Partes da aeronave foram içadas e colocadas em uma balsa.
O grupo Emiliano, dono do avião, contratou a empresa AGS para a operação. No sábado (21), a FAB (Força Aérea Brasileira) havia declarado que encontrou dificuldades para executar a operação e não faria o trabalho.
"A gente verificou que a situação era mais complexa do que imaginava. Ela requer alguém especializado neste tipo de resgate no mar", afirmou no sábado o tenente-coronel aviador Edson Amorim, um dos responsáveis pela apuração das causas do acidente.
A aeronave ficou presa no lodo submerso da baía de Paraty. De acordo com barqueiros da região, a profundidade é de cerca de quatro metros.
O planto é levar a aeronave para uma marina em Angra do Reis, onde ficaria à disposição do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) para as primeiras inspeções.

Fonte: Folha

0 comentários:

Postar um comentário