sexta-feira, 27 de maio de 2011

Países do G8 querem a Rússia como mediadora do conflito na Líbia


A Rússia afirmou nesta quinta-feira durante a cúpula do G8 em Deauville que França, Reino Unido e Estados Unidos pediram que o país atue como mediador no conflito da Líbia e ajude a negociar um cessar-fogo, segundo uma porta-voz do presidente russo, Dmitri Medvedev.

"Foi pedido à Rússia que assuma o papel de mediadora para solucionar a situação na Líbia", indicou a porta-voz do presidente russo, Natália Timakova.

A mesma fonte informou que esses pedidos de Estados Unidos, França e Reino Unido ocorreram durante as reuniões bilaterais que Medvedev realizou com seus colegas Barack Obama, Nicolás Sarkozy e o premiê britânico, David Cameron.

Esses três países lideraram a resolução adotada pelo Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) autorizando os ataques militares lançados em 19 de março contra as forças do ditador Muammar Gaddafi. Desde o fim de março esses ataques estão sob o comando da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

A Rússia criticou os bombardeios, mas se absteve de vetar essa resolução que autorizou o uso da força para proteger civis.

O ministro russo de Relações Exteriores, Serguei Lavrov, falou nesta quinta-feira por telefone com o primeiro-ministro de Gaddafi, Al Baghadadi al Mahmudi, que também lhe pediu uma mediação para chegar a um cessar-fogo, indicou a Chancelaria russa.

Fonte: France Presse
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger