sábado, 17 de dezembro de 2016

Apreensão de drone submarino dos EUA está sendo tratada "apropriadamente", diz China

Um navio de guerra chinês apreendeu um drone submarino usado por uma embarcação oceanográfica norte-americana no Mar do Sul da China, provocando um protesto diplomático formal e a exigência para que o equipamento fosse devolvido, disseram autoridades dos Estados Unidos à Reuters nesta sexta-feira.
O incidente, o primeiro do tipo que se tem memória, ocorreu em 15 dezembro 50 milhas náuticas a noroeste da baía de Subic, na região das Filipinas, no momento em que o barco de pesquisa oceanográfica Bowditch estava prestes a reaver o veículo submarino não tripulado, o chamado UUV, afirmaram autoridades.
"O UUV estava legalmente conduzindo uma pesquisa militar nas águas do Mar do Sul da China”, disse uma autoridade sob condição de anonimato.
"É uma embarcação soberana, claramente marcada em inglês para não ser retirada da água, uma propriedade dos Estados Unidos”, declarou a autoridade.
O Pentágono confirmou o incidente em entrevista e disse que o drone usava tecnologia disponível comercialmente, que é vendida por cerca de 150 mil dólares.
A China e os Estados Unidos estão usando canais militares para "lidar apropriadamente" com a apreensão, pela marinha chinesa, de um drone submarino norte-americano no Mar do Sul da China, informou a China neste sábado por meio de um jornal estatal, que informou esperar uma resolução tranquila.
O drone foi apreendido na quinta-feira a cerca de 50 milhas náuticas a noroeste da baía de Subic, ao lado das Filipinas, no momento em que o barco de pesquisa oceanográfica USNS Bowditch estava prestes a reaver o veículo subaquático não tripulado, de acordo com autoridades norte-americanas.
"Compreende-se que a China e os Estados Unidos estão usando canais militares para lidar adequadamente com essa questão", informou o Ministério de Relações Exteriores da China em breve declaração enviada à Reuters.
O Global Times, publicado pelo Diário do Povo, do Partido Comunista, informou que uma embarcação naval chinesa descobriu o "equipamento não identificado" e o capturou para evitar quaisquer problemas de segurança na navegação, citando uma fonte chinesa não identificada.

"Essa pessoa disse que a China já recebeu um pedido de reivindicação do equipamento pelos EUA. Participantes relevantes de ambos os lados têm mantido canais tranquilos de comunicação e acreditam que esta questão será resolvida sem problemas", disse o jornal.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário