quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Muammar Gaddafi discursa na Assembléia da ONU


O ditador da Líbia, Muammar Gaddafi, afirmou em seu primeiro discurso perante à Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) que "65 guerras" ocorreram desde a criação do órgão mundial o que prova que seus princípios de fundação foram traídos.

Gaddafi, que está há 40 anos no poder, fez um discurso duro contra as grandes potências e principalmente contra os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU --Reino Unido, França, Estados Unidos, China e Rússia-- a quem acusou de trair os preceitos da ONU
"O preâmbulo diz que todas as nações são iguais sejam pequenas ou grandes", disse Gaddafi, que recebeu tímidos aplausos.

Lendo uma cópia da carta de criação da ONU, Gaddafi afirmou que "o veto é contra a carta, nós não aceitamos e não reconhecemos [o veto]".

"O poder de veto deveria ser anulado", disse Gaddafi. A Líbia tem uma cadeira temporária no Conselho de Segurança --o mais importante órgão da ONU-- até o final de 2010.

Com uma roupa típica marrom e um broche com o formato da África, o líder líbio deixou todos esperando cerca de cinco minutos antes de subir ao pódio. Ele derrubou seus papéis diversas vezes.

"O Conselho de Segurança não nos deu segurança, somente terror e sanções", disse Gaddafi aos outros 119 líderes presentes na 64ª Assembleia Geral da ONU, realizada em Nova York (EUA).

Gaddafi, que atualmente preside a União Africana, afirmou também que o órgão deveria ganhar uma cadeira no conselho.

Fonte: Folha
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger