terça-feira, 12 de março de 2019

Acidente com 737 MAX 8 leva aéreas a manter suas frotas no solo

Após o acidente envolvendo uma aeronave Boeing 737 da Ethiopian Arlines que deixou 157 mortos no último domingo (10), companhias aéreas em todo o mundo mantiveram suas aeronaves 737 MAX 8 no solo até que seja elucidado o acidente. 

Tal medida impactou até mesmo as operações da GOL no Brasil, que suspendeu seus voos com os 737 MAX 8 de sua frota. A União Européia restringiu o voo do tipo nos céus da UE, levando vários voos com este tipo de aeronave a retornar aos países de origem.

Nesta terça-feira (12), Áustria, Austrália, França, Alemanha, Irlanda, Reino Unido, Cingapura, Malásia, Noruega, Bélgica, Omã, Indonésia, Polônia e Holanda anunciaram que estariam suspendendo todos os vôos que envolvem a aeronave da Boeing, juntando-se a várias outras nações e companhias aéreas. Pelo menos 27 companhias aéreas já aterraram o Max 8.

Ainda não há indícios sobre as causas do acidente envolvendo o 737 Max 8, mas até que seja emitido um relatório que garanta a segurança da aeronave, os voos com os 737 MAX 8 ficaram restritos, o que pode vir a resultar em grande prejuízo para seus operadores e a imagem da Boeing, gigante da aviação que vem mantendo uma disputa acirrado no mercado com a Airbus, tendo realizado recentemente acordo para criação de uma nova empresa com a Embraer para explorar o mercado em que a brasileira é líder isolada.

GBN News - A informação começa aqui
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger