terça-feira, 27 de junho de 2017

A-10 recebera novas asas para estender sua vida operacional na USAF


Um Comitê do Congresso Norte-americano aprovou recursos para que seja possível estender a vida operacional dos vetustos A-10 de três esquadrões, que sem esse financiamento para substituição de suas asas, poderiam começar a se aposentar já em meados de 2020. 

A noticia divulgada na ultima segunda feira (26), acrescenta 103 milhões de dólares para manter o A-10 voando. Segundo a USAF, os recursos disponibilizados no próximo ano serão usados para reiniciar a linha de produção de asas para os A-10 e fabricar quatro conjuntos de asas. 

A Força Aérea planeja manter seus A-10 em operação pelo menos nos próximos cinco anos. Diante destes planos algumas partes da frota precisarão de modificações para continuar voando. 

Atualmente a USAF opera 283 aeronaves A-10, mas apenas 173 dessas aeronaves tiveram seus conjuntos de asas substituídos. A menos que os 110 A-10 restantes , o que representa cerca de três esquadrões, passem pelo processo de substituição de seus conjuntos de asas, essas aeronaves chegaram ao fim de sua vida operacional em breve. 



O Congresso se opôs por muito tempo a qualquer movimento em prol de aposentar mesmo que uma parte das aeronaves A-10 hoje disponíveis no inventario da USAF, e a inclusão do financiamento no projeto de lei de defesa poderia ser um sinal de que os legisladores continuarão seguindo essa tendência.

Os primeiros A-10 poderiam desgastar as suas asas no prazo de cinco ou mais a partir de agora, dando algum tempo para descobrir se deveriam estender as vidas desses três esquadrões ou substituí-los por F-35 ou outras Plataformas. 

"Quando suas asas expirarem a vida útil, nós teremos alguma flexibilidade; Nós temos algumas asas velhas que podem ser reparadas ou rejuvenescidas para dar sobrevida a essas aeronaves. Podemos trabalhar com isso, então há flexibilidade por aí ", disse o Gen. Mike Holmes, chefe do US Air Combat Command. 



Pelo visto os A-10 ganharão ainda alguns anos em operação ate que finalmente seja decidido seu destino, pois os mesmos encontram-se em grande parte necessitando passar por um grande processo de modernização e atualizações.


Diante das incertezas sobre o futuro dos A-10 na USAF, ha especulações sobre a possibilidade dos mesmos serem substituídos por aeronaves mais simples e modernas como o brasileiro A-29 Super Tucano.


GBN seu canal de informaçao e noticias
com agencias

0 comentários:

Postar um comentário