sábado, 10 de fevereiro de 2018

Turquia exorta novamente EUA a cortarem apoio á grupos terroristas

Se os EUA querem manter os laços com a Turquia, deve retirar seu apoio aos terroristas, disse o vice-primeiro ministro, Bekir Bozdag, neste sábado (10).
Falando com repórteres na província central de Yozgat, Bozdag disse que os EUA devem mostrar compreensão e sensibilidade quanto as preocupações da Turquia.
Ele reiterou as expectativas do país e pediu aos EUA que suspendam todo tipo de ajuda prestada aos terroristas do PYD/PKK.
"A Turquia quer manter bons termos com os EUA, que é um aliado da OTAN; os EUA também querem manter bons termos conosco", disse Bozdag.
"Então está claro. Os EUA não apoiará o terror, não dará armas aos terroristas, e não treinará os terroristas".
O vice-primeiro-ministro também lembrou as observações do principal chefe da oposição do partido republicano, Kemal Kilicdaroglu, na operação de Afrin, quando disse: "Não acho certo adentrar o centro da cidade de Afrin".
Bozdag disse: "Dizer" não entrar no centro da cidade de Afrin "é o mesmo que dizer" não toque nos terroristas que estão lá ".
"Não é compreensível ouvir isso do principal partido de oposição".
Ele disse que o país continuaria a operação até que a região de Afrin estivesse completamente liberta de terroristas.
A Turquia, no dia 20 de janeiro, lançou a Operação "Olive Branch" para remover os terroristas do PYD/PKK e EI de Afrin, no noroeste da Síria.
De acordo com o Estado-Maior turco, a operação visa estabelecer segurança e estabilidade ao longo das fronteiras turcas e da região, bem como proteger os sírios da opressão e da crueldade dos terroristas.
A operação está sendo realizada no âmbito do direito da Turquia com base no direito internacional, decisões do Conselho de Segurança da ONU, direitos de autodefesa previstos na Carta da ONU e no respeito pela integridade territorial da Síria, afirmou.
Os militares também disseram que apenas alvos terroristas estão sendo destruídos e "a maior importância" está sendo dada a não prejudicar civis. Afrin tem sido um grande esconderijo do PYD/PKK desde julho de 2012, quando o regime de Assad na Síria deixou a cidade que ficou sob controle do grupo terrorista.

GBN News - A informação começa aqui
com Agência Anadolu
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger