domingo, 25 de fevereiro de 2018

Su-57 - Quatro aeronaves estão destacadas na Síria

Imagens de satélite obtidas pela inteligência israelense confirmam a presença de caças Su-57 na Síria, conforme noticiou o jornal Haaretz, o satélite EROS-B, teria detectado e coletado imagens na última sexta-feira (23) de duas aeronaves estacionadas próximo da pista de decolagem da base de Khmemeim na Síria. Estas são as primeiras evidências irrefutáveis da presença dos novos caças da Sukhoi em território sírio, após as imagens divulgadas nas redes sociais que haviam levantado dúvidas sobre a veracidade das mesmas.
Segundo relatos, a Russia ainda teria deslocado mais dois exemplares do Su-57 na sexta-feira (23), somando quatro aeronaves em território sírio. Os dois últimos caças teriam chegado sob escolta de aeronaves Su-30SM, segundo relatos no Twitter.

O deputado russo Vladimir Gutenev, afirmou que o envio das aeronaves á Síria servirá como elemento de dissuasão contra os países fronteiriços, que periodicamente invadem o espaço aéreo da Síria. Já na opinião do analista militar Vasily Kashin, o objetivo principal da presença dos Su-57 na Síria, seria testar os radares em condições reais.

De fato, a presença das aeronaves surpreendeu a todos e levantou novas questões sobre o real estágio de desenvolvimento dos novos caças de quinta geração russos, uma vez que tínhamos informações que sugeriam que os mesmos estariam longe operar, com atraso de alguns anos em seu desenvolvimento por conta das novas turbinas Izdeliye 30. Mas ao que tudo indica, os russos mais uma vez surpreendem com a apresentação do Su-57 no teatro de operações.

A Síria tem se mostrando um importante campo de provas para as novas tecnologias e conceitos militares da Rússia, além de uma importante vitrine para exportação. O PAK-FA após cumprir sua "estadia" no conflito sírio devera incorporar importantes modificações, sendo oriundas dos dados obtidos no cenário real de operação da aeronave.

Outra importante questão que não podemos ignorar, é a presença de aeronaves F-22 Raptor norte americanos na região, onde os mesmos por diversas vezes se depararam com aeronaves russas, tendo em algumas das ocasiões tendo sido engajados pelos Su-35. Esses repetidos encontros podem ser uma das razões de se deslocar no mais moderno caça russo até a Síria, onde provavelmente será aproveitada a oportunidade de "confrontar" o rival ocidental, obtendo com isso valiosos dados para o desenvolvimento final da aeronave russa.

Mais um ponto a ser apontado aqui, é a presença de 7 aeronaves F-35I pertencentes a Israel, as quais são uma "ameaça" do ponto de vista estratégico, principalmente após a perda de um F-16 durante ataque a instalações no lado sírio. Há especulações sobre uma suposta avaria sofrida por uma aeronave F-35I, a qual é creditada á uma colisão com pássaros, porém, na mesma ocasião, houve relatos de que aeronaves não identificadas teriam invadido o espaço aéreo da Síria, levando a resposta da violação com disparos dos sistemas de defesa aérea, tal fato leva algumas suposições sobre a possibilidade do F-35I israelense ter sido avariado nesta ocasião e não por pássaros como é alegado.

Em breve o GBN News trará uma matéria especial sobre os modernos caças da Rússia, tendo como enfase o Sukhoi Su-57 PAK-FA.


GBN News - A informação começa aqui
com agências 
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger