quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Su-25 Abatido na Síria - Ala relata últimos momentos com Roman Filipov

O recente abate de um Su-25 russo sobre a região de Idlib na Síria, ganhou as mídias após seu piloto, o Maj. Roman Filipov, após sobreviver a queda de sua aeronave confrontou um grupo de extremistas, onde após uma intensa troca de tiros, optou por tirar a própria vida com uma granada, não se entregando ao inimigo e lhes negando a oportunidade de ganhar as redes com o assassinato do piloto russo.

Recentemente, fora publicado o relato de seu ala naquele fatídico episódio, onde o Maj. Roman Filipov ganhou o título de "Herói", após ser derrubado sobre Idlib e sacrificou sua vida lutando contra extremistas no solo, lembrando sua última missão e os esforços para cobrir seu comandante.

O par de Su-25 estavam realizando um voo de rotina sobre a zona de Idlib no sábado (3). O objetivo primário da missão era monitorar a área, cada um desses voos é perigoso e considerado uma verdadeira missão de combate, disse o ala de Filipov em entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda.

"Essa saída também foi uma luta. De que outra forma pode ser em um país em conflito, especialmente uma província tão problemática como Idlib? ", Disse ele.

"Sim, eu avistei", disse Filipov quando seu camarada o advertiu sobre os militantes lançando um míssil antiaéreo contra sua aeronave.

"Eu fui atingido", ele acrescentou calmamente apenas momentos depois. "bem sucedido".

O motor direito do Su-25 de Filipov pegou fogo, o esquerdo parou e ele ordenou que seu ala ganhasse altitude para se esconder nas nuvens e chamasse uma equipe de busca e resgate.

O ala, no entanto, desobedeceu a última ordem do seu comandante, que ejetou e caiu na área controlada pelos terroristas.

"Obviamente, não fui embora. Deixar o comandante sozinho é a última coisa que eu faria ", disse o piloto. Enquanto Filipov travava sua última batalha no solo, seu ala o apoiava do ar.

"Eu sempre cobri o meu comandante no céu e tinha que ser feito no chão, onde ele já estava em combate. Fiquei na área e fiz vários ataques, visando os carros que se aproximavam do local onde estava Roman. Destruí alguns deles", disse o piloto.

"Eu vi onde o comandante caiu, mas eu não vi o combate em si, já estava no crepúsculo. Eu tive que sair da área, estava na reserva de combustível de emergência, só tinha o suficiente para voltar ao aeródromo".

O filme do confronto dramático, que ganhou o mundo através da internet, mostra que os militantes cercaram o piloto que estava gravemente ferido, ele usou uma granada de mão, gritando: "Isso é para os meninos!" As fotos postadas indicam que ele esvaziou dois carregadores de sua arma durante o tiroteio.

O ministério de defesa da Rússia atribuiu a mais alta condecoração do país á Roman Filipov, a Medalha de Herói da Rússia. O Maj. Filipov deixou uma esposa e uma filha. Seu corpo foi recuperado e retornou à Rússia na última terça-feira (6). Um funeral militar ocorrerá em sua cidade natal de Voronezh nesta quinta-feria (8) de acordo com os desejos de seus familiares.

GBN News - A informação começa aqui
com agências
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger