sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

China em busca de sua segunda base no estrangeiro?

Segundo informações veiculadas na grande mídia, a China estaria negociando com Afeganistão a construção de uma base militar próxima de sua fronteira comum, alegando a intenção de evitar as incursões de militantes islamitas em seu território e apoiar o país vizinho.

A nova base chinesa seria construída nas montanhas de Wakhan, próximo a província chinesa de Xinjiang. A infraestrutura ficaria sob responsabilidade do Afeganistão. 

O plano consta nos projetos de infraestruturas de Xi Jinping para a Ásia central, como a iniciativa "Cinturão e Rota da Seda", que ligará Pequim à Europa.

Segundo os observadores, a China tem desembolsado bilhões de dólares na região central e sul da Ásia, e dentro de sua zona de interesse naquela região um hipotético conflito no Afeganistão desestabilizaria a região, o que resultaria em prejuízos diretos aos interesses chineses.

Pequim teme que membros da minoria uigur no exílio, militantes do Movimento Islâmico do Turquestão Oriental, ou outros ataquem sua fronteira por Wakhan. Ou até que membros do Estado Islâmico (EI) que fogem do Iraque e Síria cruzem a região e busquem se refugiar em Xinjiang.

O projeto foi abordado recentemente pelos ministros da Defesa afegão e chinês, mas sem finalizar os detalhes, confirmou o porta-voz adjunto do ministro da Defesa afegão, Mohamad Radmanesh.

"Nós vamos construir a base, mas o governo chinês se comprometeu em contribuir com financiamento, treinamentos e equipagens para os soldados afegãos".

Para reforçar a segurança da faixa conhecida como o Corredor de Wakhan, também fronteiriça com Paquistão e Tadjiquistão, as forças chinesas tem efetuado patrulhas conjuntas com as forças afegãs. Apesar do ministério da defesa de ambos países negar que estejam operando em conjunto na região.

A instalação da base chinesa no Afeganistão será a segunda da China no estrangeiro, somando a base estabelecida no Djibouti, marcando a politica expansionista que a China tem adotado sob a direção de Xi Jinping.

GBN News - A Informação começa aqui
com agências
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger