sábado, 11 de fevereiro de 2017

Forças armadas mostram capacidade logística em operação no ES

Após a greve da Policia Militar no Espirito Santo, Brasilia enviou as tropas do Exército Brasileiro para restabelecer a ordem e segurança no estado capixaba, onde a população desordeira se aproveitou da ausência do policiamento e realizou uma série de roubos, saques e outros crimes. Diante desse quadro de anarquia que tomou conta principalmente da capital Vitória, mais uma vez as tropas do Exército Brasileiro e dos Fuzileiros Navais assumiram o papel de polícia.

Comboio passando por Campos terça (8) rumo ao ES
A mobilização de tropas foi rápida após o anúncio do envio das tropas, mostrando a capacidade de deslocamento de meios e tropas para qualquer parte do país, uma operação que envolveu as três forças. Viaturas e homens foram enviados por vias terrestres e aéreas de diversos pontos do país. Uma demonstração da logística militar brasileira, onde os primeiros meios enviados de fora do território capixaba chegaram oriundos do Rio de Janeiro, onde centenas de militares do EB e do CFN se apresentaram para assumir o controle da segurança na capital capixaba, envolvendo não só o deslocamento de tropas como também de viaturas e blindados, seguindo o modelo de operação já conhecido pelos cariocas quando as forças armadas realizam intervenções em regiões dominadas pelo tráfico em apoio a secretária de segurança pública daquele estado.

Em um primeiro momento foram mobilizados mil e duzentos homens, que estão sendo complementados por mais um contingente de cerca de mil e oitocentos homens, este reforço deve estar totalmente operacional ainda este fim de semana.

Deslocamento de viaturas Mowag Piranha III para o ES
Ontem (10) oito aeronaves da FAB foram utilizadas na operação, partindo de diversas bases no Brasil, foram transportados homens e material necessário á operação. Desde terça (8) as aeronaves C-130 Hércules, C-105 Amazonas e C-99, tem realizado voos diários para atender ao deslocamento de homens e material, a FAB ainda utiliza quatro carretas e três caminhões com mais 10 toneladas de suprimentos, que contam com estruturas metálicas, barracas de campanha climatizadas, rancho e refeitório, além de módulos sanitários e lavanderia. Toda a infraestrutura será montada numa área da Infraero, em Vitória, onde ainda está prevista a montagem de um hospital de campanha, já tendo sido enviado um ônibus que partiu da Base Aérea dos Afonsos (BAAF) com 30 militares da Unidade Celular de Intendência e 12 profissionais da Unidade Celular de Saúde, entre médicos e enfermeiros, para atuarem no Hospital de Campanha (HCAMP). O Hospital será montado para atender os militares durante a ação. O transporte terrestre foi escoltado pelo Batalhão de Infantaria Especial do Galeão (BINFAE-GL).
Fuzileiros patrulhando em Vitória-ES

Em três dias atuando na Operação Capixaba a Força Aérea já transportou 745 passageiros e 25 toneladas de materiais nas aeronaves, totalizando mais de 70 horas de voo. A Marinha do Brasil enviou ao menos 250 fuzileiros navais e viaturas MOWAG Piranha III afim de dar apoio á operação.
É uma grande operação que deve se ampliar a outros estados em breve, pois há diversos rumores de paralisação de polícias militares em outros estados como Minas Gerais e Rio de Janeiro, algo que se ocorrer será um grande desafio logístico e de organização para as forças armadas brasileiras. 

GBN seu canal de informações e notícias

0 comentários:

Postar um comentário