quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Rússia se lembra da tragédia do submarino Kursk

O dia 12 de agosto é uma data trágica para a Marinha e para toda a Rússia porque foi neste dia, há 15 anos, que o submarino atômico Kursk naufragou no mar de Barents. Os marinheiros mortos na tragédia serão lembrados hoje em todo o país.

O submarino atômico russo Kursk se afundou durante exercícios militares da Frota do Norte, tendo todos os 118 marinheiros da tripulação morrido. A tragédia tornou-se nacional quando surgiram informações de que parte dos submarinistas sobreviveu à explosão inicial e passou os seus últimos dias no fundo do mar esperando ser resgatados, o que nunca chegaria a acontecer. 
Na tarde de 21 de agosto, Vyacheslav Popov fez uma declaração na TV russa:A última inscrição no livro de bordo do cruzador nuclear submarino К-141 Kursk foi feita às 11h15. Às 11h28 o equipamento hidroacústico do cruzador nuclear Pyotr Veliki, que estava acompanhando os exercícios, detetou um som de explosão. É considerado que o comando da Marinha soube da catástrofe às 23h00 de 12 de agosto e enviou um grupo de resgate chefiado pelo então chefe da Frota do Norte, Vyacheslav Popov (ocupou o cargo de 1999 a 2001). 
"… Criem crianças, criem os filhos. E desculpem-me por não ter conseguido cuidar dos vossos homens".
Os eventos comemorativos da catástrofe serão realizados em toda a Rússia, serão colocadas flores nas sepulturas dos marinheiros, as bandeiras de navios russos serão arreadas.
A nota do Capitão-Tenente do submarino Kursk Dmitri Kolesnikov: Está escuro aqui a escrever, mas vou tentar pelo tato.Parece que não há chances, 10-20%. Vamos torcer para que pelo menos alguém leia isto. Aqui está a lista de pessoal de outras seções, que estão agora no nono e tentará sair. Cumprimentos a todos, sem necessidade de ficar desesperados.
A nota do Capitão-Tenente do submarino Kursk Dmitri Kolesnikov: "Está escuro aqui a escrever, mas vou tentar pelo tato.Parece que não há chances, 10-20%. Vamos torcer para que pelo menos alguém leia isto. Aqui está a lista de pessoal de outras seções, que estão agora no nono e tentará sair. Cumprimentos a todos, sem necessidade de ficar desesperados."
A tragédia fez o serviço de resgate da Marinha russa modernizar o equipamento e começar buscas de novas medidas para garantir a segurança dos submarinistas. 
Em 2015 a Marinha russa receberá uma série de aparelhos de resgate e mais de dez navios de salvamento, destinados a prevenir tragédias semelhantes à do submarino Kursk.


Fonte: Sputnik News 

0 comentários:

Postar um comentário