sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Caça ‘secreto’ será exibido pela primeira vez ao público

Mantido em segredo há quase 30 anos, MiG 1.44 terá protótipo na feira internacional Maks-2015, nos arredores de Moscou. Modelo que iria concorrer com o norte-americano Raptor foi substituído por caças mais modernos do programa PAK-FA.


O caça de quinta geração MiG 1.44 será apresentado pela primeira vez ao grande público durante o 12 Salão Internacional de Aviação e Espaço Maks-2015, que começará na próxima terça feira (25). O avião, que não foi desenvolvido, era tido como um promissor rival do norte-americano Lockheed F-22 Raptor.
Na feira em Jukóvski, nos arredores de Moscou, um protótipo do caça em tamanho real ficará exposto a todos os visitantes. Até agora, o modelo só foi visto em uma curta exibição a jornalistas em 1999, quando deu uma volta pista de decolagem sem alçar voo.
Classificado como um caça multifuncional de combate e produzido pelo escritório OKB Mikoyan, o avião incorpora tecnologias modernas, como velocidade de cruzeiro supersônica, alta manobrabilidade e curta decolagem e aterrissagem. Também é equipado com radares interligados em novos sistemas de comando e controle.
Apesar das inovações, a aeronave é considerada econômica devido aos baixos custos de manutenção e voo.
Rival do F-22
O escritório OKB Mikoyan só conseguiu finalizar o protótipo da aeronave em 1991, período no qual o país passava por transformações políticas e econômicas.
A reestruturação da OKB Mikoyan em MAPO MiG e sua posterior fusão com a Sukhôi fizeram com que o caça multifuncional MiG 1.44 alçasse voo uma vez só, em fevereiro de 2000.
O piloto de testes Vladímir Gorbunov, a única pessoa que pilotou o MiG 1.44, descreveu-o como um avião de elevado potencial. Porém, com o tempo, suas características ficaram ultrapassadas.
Por causa de seu maior concorrente na época, o caça norte-americano Lockheed F-22 Raptor, o MiG 1.44 teve que dar lugar a um novo projeto, chamado PAK-FA, que teve início em 2002.
O único exemplar capaz de voar, que ficou abandonado a céu aberto na base de Gromov, em Jukóvski, por mais de 10 anos, será o modelo exibido no Maks-2015.
Negócio da China
Embora nunca tenha sido plenamente desenvolvido, o MiG 1.44 não desapareceu sem deixar vestígios. Pelo contrário, tornou-se assunto de discussões históricas sobre a transferência de tecnologia à China.
Alguns especialistas garantem que o caça chinês de quinta geração Chengdu J-20 foi desenvolvido com base nos avanços tecnológicos do MiG 1.44.
O assessor de imprensa da empresa, Evguêni Fiódorov, negou as especulações repetidas vezes e afirmou que “a Rússia nunca entregou nem jamais irá fornecer, componentes e sistemas à China para o desenvolvimento do caça de quinta geração Chengdu J-20”.
Rumores também sugerem que uma possível venda à China de tecnologias e desenhos do MiG 1.46, uma versão atualizada do MiG 1.44. A única certeza que se tem, porém, é que, ao deixar de ser um projeto secreto, o MiG 1.44 não terá mais chance de produção na Rússia.
Fonte: Gazeta Russa

0 comentários:

Postar um comentário