quarta-feira, 19 de agosto de 2015

OTAN realiza maiores exercícios de tropas aerotransportadas desde fim da Guerra Fria

A OTAN iniciou os maiores treinamentos de tropas aerotransportadas desde o fim da Guerra Fria, transmite a agência France-Presse.

Nos exercícios, que durarão até 13 de Setembro, participam mais de 4,8 mil soldados da Bulgária, França, Alemanha, Grécia, Itália, Holanda, Polônia, Portugal, Espanha, Reino unido e EUA.

“Os treinamentos Swift Response 15 são o maior acontecimento no continente [europeu] desde o fim da Guerra Fria”, diz-se em um comunicado do exército americano. 

O comunicado sublinha que a culminação das manobras terá lugar no dia 26 de Agosto, quando os aviões militares irão lançar mais de um milhar de paraquedistas e equipamento numa base em Hohenfels.

Na terça-feira (18) foi divulgado que as Marinhas da OTAN vão realizar os exercícios antissubmarino Dynamic Manta de 11 até 22 de setembro deste ano no mar Jônico, conforme a agenda do Comando Aliado das Operações da OTAN em 2015.

Estes exercícios são uma continuação da estratégia da OTAN de ampliação da sua atividade militar na Europa, que passa pelo fortalecimento das forças da reação rápida, aumento de número do contingente americano na Europa e alargamento do programa de exercícios e patrulhamento, assim como o crescimento das despesas militares. A Rússia declara que se trata de um aumento sem precedentes da atividade da OTAN perto das fronteiras russas. 


Lembramos que, em 2014, a OTAN começou a reforçar a sua presença militar nos países do Leste Europeu que fazem fronteira com a Rússia, alegando um suposto envolvimento de Moscou na crise ucraniana.

A Rússia tem repetidamente negado as acusações e manifestou preocupação com o reforço da OTAN ao longo da sua fronteira ocidental, dizendo que o movimento poderá levar à desestabilização na região e no mundo.


Fonte: Sputnik News 

1 comentários:

Nosso povo brasileiro, junto com a nossa forças armadas, temos que ficar atento a todas as movimentações que aconteçe ao redor do mundo.

Postar um comentário