quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Rússia e Brasil intensificam cooperação na aviação civil

Os países têm planos de desenvolver a rede aeroportuária, e o lado brasileiro está interessado na participação russa em quatro aeroportos.


O Brasil e a Rússia têm planos de
desenvolver a rede aeroportuária, e o lado brasileiro está interessado na participação russa em quatro aeroportos, disse à Sputnik Thiago Pereira Pedroso, gerente de projeto da Secretaria de Aviação Civil do Brasil. Os aeroportos em questão estão localizados nas cidades de Porto Alegre (estado Rio Grande do Sul), Florianópolis (Santa Catarina), Fortaleza (Ceará) e Salvador (Bahia).

Pereira Pedroso esteve em Moscou e participou do Fórum Empresarial Brasil-Rússia, nesta semana (15).

“Parece muito interessante para a gente ter participação russa nesses aeroportos”, disse, sublinhando que “a interação entre os dois [o Brasil e a Rússia] é a cada vez mais oportuna”, especialmente tendo em conta a valorização das moedas nacionais respectivas em relação ao dólar e ao euro. 

Ele falou também sobre a possibilidade de participação russa na privatização no setor.  Pedroso reiterou que o lado brasileiro atualmente está estudando “4 sítios para privatiza-los no ano que vem”.

O funcionário da brasileiro explicou que para que empresas russas possam entrar no Brasil, eles devem abrir um escritório nacional. A partir daí, a atividade financeira será conduzida com o uso do real:

“Uma empresa russa que deseje participar no Brasil vai ter que abrir um escritório nacional no Brasil e se associar a ele, abrindo o CNPJ, mas as operações tem que ser finalizadas na moeda nacional. Quer dizer, no nosso caso será no real”.


A parceria com a Rússia, segundo Pereira Pedroso, significará um importante investimento para a infraestrutura brasileira:

“Os principais resultados que a gente espera com essa iniciativa são a ampliação e o melhoramento de toda a nossa rede aeroportuária. Então a gente prevê a construção do aeroporto, investimentos da ordem de 8 bilhões de reais”.

As declarações foram feitas no âmbito do Fórum Empresarial Brasil-Rússia que acabou de ser realizado em Moscou e onde políticos e empresários de ambos os países realizaram palestras e negociaram questões de cooperação em várias áreas, inclusive agricultura, novas tecnologias, ciência farmacêutica, infraestrutura e energia.

O Fórum foi realizado em 15 de setembro e contou com a participação do vice-presidente do Brasil, Michel Temer, e o vice-premiê russo, Arkady Dvorkovich.


Fonte:> Sputnik News 

0 comentários:

Postar um comentário