domingo, 7 de abril de 2019

Esclarecendo a atual condição dos Submarinos Brasileiros

Muitos tem me enviado questionamentos sobre a disponibilidade de nossos submarinos da Classe "Tupi" e "Tikuna", tendo em vista muitas especulações, mantive o padrão já consagrado de nosso à frente do GBN News, fomos até a fonte e questionamos a Marinha do Brasil quanto algumas questões comuns em nossos grupos de discussão.

Na primeira questão levantada, a qual diz respeito a disponibilidade de nossos submarinos, nos fora informado que atualmente temos submarino "Tupi" em operação, enquanto os submarinos "Timbira" e "Tapajó" aguardam o início dos reparos necessários. Já os submarinos "Tamoio" e o "Tikuna" estão passando pelo Período de Manutenção Geral (PMG), com previsão de conclusão em 2021.

Estes submarinos estão basicamente sofrendo a Modernização do Sistema de Direção de Tiro, além da revisão de diversos itens previstos pelo processo. Apesar da maior parte dos nossos submarinos estarem passando por manutenção, estão previstos exercícios de lançamento de torpedo e de salvamento e resgate do submarino, além de Operações Conjuntas com os navios da Esquadra, movimentações para a manutenção do nível de adestramento da tripulação do submarino e formação de pessoal ao longo de 2019, o que demonstra que em breve ao menos dois dos submarinos em processo de reparos deverão se somar ao "Tupi" na faina. 

É preciso ter em mente a dimensão do desafio de se manter uma força submarina em operação, para termos uma ideia dos desafios logísticos são enfrentados, por exemplo, o submarino "Riachuelo", que ainda esta em fase terminal de preparação para inicio das provas de mar, a equipe técnica da Marinha do Brasil terá de realizar a catalogação dos novos equipamentos e sobressalentes para cumprir as rotinas de manutenção, conforme necessidade. Já nas classes "Tupi" e "Tikuna", o maior desafio é o fato de alguns equipamentos terem sido descontinuados, o que dificulta a substituição ou o reparo.


Apesar da proximidade de chegada dos novos submarinos Classe "Riachuelo", ainda não há previsão de baixa dos atuais meios, a Marinha do Brasil continua na avaliação de cenários e estuda as melhores datas.

A Marinha vem considerando uma eventual transferência dos submarinos "Tupi"/"Tikuna" da Base Almirante Castro e Silva (BACS) para o Complexo Naval de Itaguaí, mantendo a BACS funcionando como base de apoio dos atuais submarinos, como uma possibilidade a ser pensada no futuro.

Atualmente os simuladores dos submarinos classe Tupi permanecem no Centro de Adestramento Almirante Atila Monteiro Aché (CIAMA), em Niterói, sendo eles o Treinador de Imersão, o Treinador de Ataque, o Centro de Treinamento Tático, o Tanque de Treinamento de Escape de Submarino e o Simulador de Passadiço. Em Itaguaí, os simuladores referem-se aos Submarinos Classe Riachuelo, S-BR, sendo eles o Simulador de Imersão, Simulador Tático, Simulador de Superfície, Simulador IPMS, Simulador de Alagamento e Simulador de Escape.

Em breve pretendemos fazer uma visita à bordo de nossos submarinos e trazer um pouco mais da doutrina de emprego e operação destes fantásticos meios de nossa esquadra.

GBN News - A informação começa aqui
Share this article :

1 comentários:

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger