domingo, 7 de abril de 2019

Conhecemos o TA-2 "Armadillo", interessante inovação brasileira




Uma das nossas gratas surpresas durante nossa cobertura da LAAD 2019, foi conhecer melhor o sistema TA-2 “Armadillo”, desenvolvido e produzido pela brasileira Mac Jee, empresa nacional que utilizou recursos próprios para o desenvolvimento deste sistema que despertou o interesse de diversas delegações que visitaram esta edição da LAAD.

Conversamos com Gerente de Projetos, Emerson Rosa, que nos esclareceu um pouco mais sobre as características do sistema, o qual deu especial atenção ao fato da Mac Jee ter realizado todo investimento com recursos próprios, algo que podemos considerar uma imensa conquista, primeiro se considerarmos os imensos custos e desafios enfrentados pela indústria nacional de defesa, segundo, por se tratar de um desenvolvimento independente de qualquer programa das forças armadas, uma aposta e tanto.

Quando questionado sobre os maiores desafios que encontraram neste projeto, Emerson disse que o maior obstáculo encontrado durante o processo foi a escassez de mão de obra especializada, sendo uma grande lacuna no Brasil, onde é extremamente difícil encontrar engenheiros capacitados para desenvolver sistemas de defesa, principalmente pela ausência de cursos específicos nas universidades brasileiras voltados para este estratégico setor


O sistema Armadillo TA-2 foi desenvolvido para oferecer ao mercado um sistema compacto de lançador de foguetes, representando uma capacidade de apoio de artilharia com foguetes de grande mobilidade e considerável poder de fogo, isso tudo somado a facilidade de conduzir o meio ao teatro de operações, sendo aerotransportável. O sistema que conta com tripulação de apenas dois homens, sendo um motorista e um operador, conta com uma suíte eletrônica que entrega a capacidade de designação de alvos até 10 quilômetros, tanto de dia quanto a noite, contando com sistema de nivelamento do veículo automático, capaz de realizar lançamentos em 360º, empregando duas cargas de 48 foguetes SBAT 70mm ou Mk.66, a qual é remuniciada automaticamente.

                                                                Foto: Luiz Gomes - GBN News
O sistema tem como grande solução a garantia de discrição, onde o sistema de lançamento fica retraído dentro da viatura portadora, com isso o inimigo não consegue identificar a aplicação da viatura, sendo este o objetivo maior do projeto. Apenas no momento do lançamento é que a viatura expõe o sistema lançador de foguetes, oferecendo uma grande versatilidade de emprego, com grande mobilidade. Para termos uma ideia do que isso representa, entre a parada e o lançamento dos foguetes, o sistema leva apenas 60 segundos, possibilitando uma rápida tomada de posição de tiro e posterior evasão do local, conferindo um alto índice de sobrevivência com relação a resposta inimiga ao ataque.

O protótipo que conferimos no stand montado na LAAD, está montado sobre uma viatura HUMVEE 6.5L V8, porém, o Emerson esclareceu que o objetivo não é oferecer o sistema com esta plataforma, ficando a cargo do cliente a escolha da plataforma na qual será integrado o sistema, sendo apenas requerido que a plataforma escolhida atenda alguns requisitos mínimos para que possa receber o envelope.

 Foto: Luiz Gomes - GBN News
Emerson nos contou que entre o início do desenvolvimento deste conceito e a produção do primeiro protótipo, a Mac Jee demandou dois anos de pesquisa e desenvolvimento, alcançando o nível de maturidade em que se encontra o sistema, sendo um sistema inteiramente nacional. O sistema de comunicação do TA-2 é fabricado pela IMBEL, que também é fornecedora do material para produção dos foguetes SBAT-70 e Mk.66 oferecidos no pacote pela Mac Jee, algo que é muito positivo e torna uma solução atraente as nossas forças armadas.

O TA-2 Armadillo irá iniciar uma série de avaliações no CAEX, onde o Exército Brasileiro irá realizar um intenso programa de avaliações que irá resultar na homologação deste moderno sistema desenvolvido no Brasil. Segundo nos foi informado, a Mac Jee já possui um cliente para o sistema, porém, devido as cláusulas contratuais não pode revelar o nome do primeiro operador do “Armadillo”. Além deste cliente, durante a LAAD foi demonstrado um forte interesse por várias delegações da América Latina e África, o que sinaliza um vasto mercado para essa indústria brasileira, principalmente se levarmos em consideração o custo de aquisição do mesmo, chegando à aproximadamente ¼ do custo de uma viatura lançadora da família ASTROS.

Foto: Luiz Gomes - GBN News
O sistema “Armadillo” é uma atraente opção para dotar as forças armadas brasileiras, em especial o Corpo de Fuzileiros Navais, sendo uma viatura capaz de prestar apoio as operações de desembarque, sendo um sistema interessante para apoiar as tropas, principalmente pelo caráter expedicionário da instituição e as características que apresenta o sistema TA-2 “Armadillo”, provendo ao CFN a capacidade de apoio de fogo de artilharia com alta mobilidade, sendo um sistema de logística simplificada e conteúdo nacional, o que torna muito baixo e atraente os custos de operação.

Agradecemos ao Emerson por nos receber e esclarecer um pouco mais para nosso público sobre este sistema inovador desenvolvido por brasileiros com tecnologia nacional e que tende a ser um grande sucesso no mercado de defesa.


GBN News – A informação começa aqui

Share this article :

4 comentários:

  1. Se o EB assim quiser tem como colocar esse sistema no Agrale ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme consta na matéria, a escolha da plataforma e do cliente.
      Pode ser instalada no Marruá sim

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Fantastica solunção. Atende muito bem a tropas de infiltração e cabeça de ponte de grande mobilização. Sua capacidade de velocidade, escamutiamento, simplicidade de operação, auto alimentação, compactação e alto poder de fogo.
    Deve ser levado a sério este interessante projeto inovador.
    Parabéns a Mac pela persistência em se manter tanto tempo de pé.
    Vejo esse produto com grande potencial, não só em pequenas FFAA.

    ResponderExcluir

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger