domingo, 9 de fevereiro de 2020

PORTUGAL – OPERACÕES INTERNACIONAIS 2020


O Estado Maior General das Forças Armadas (EMGFA) revelou no site da instituição, as operações internacionais previstas para o corrente ano de 2020.
Ainda segundo o EMGFA, os destacamentos de Forças Nacionais a empenhar em operações de caráter internacional, refletem a materialização dos interesses nacionais no âmbito dos compromissos assumidos com as organizações internacionais que Portugal integra, designadamente a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), a União Europeia (UE) e a Organização das Nações Unidas (ONU), bem como no quadro bilateral ou multilateral, com países aliados e amigos.
Estas ações foram planeadas de acordo com a orientação de política externa do país, com os seguintes objetivos definidos:
Reforçar presença no Atlântico como espaço prioritário de interesse estratégico nomeadamente através de missões de fiscalização conjunta e exercícios de segurança marítima no Golfo da Guiné.

Privilegiar missões e operações que contribuam para:

• a estabilidade da nossa vizinhança próxima, em particular, o Magrebe e Sahel;

• demonstrar o compromisso e solidariedade com a segurança e defesa dos Aliados NATO;

• implementar a Estratégia Global da União Europeia;

• assegurar papel ativo e credível na produção de segurança no quadro da ONU.

Manter a presença no Mediterrâneo como espaço de interesse nacional nomeadamente através de missões de fiscalização conjunta e exercícios de segurança marítima.

Prosseguir a participação nacional no quadro do combate ao terrorismo transnacional.

Garantir um equilíbrio do contributo nacional para as missões e operações ONU, UE e NATO.

Participar em atividades de capacitação institucional no domínio da defesa.


Relativamente a atividades que envolvam o destacamento de meios aéreos, estão previstas por isso as seguintes operações:

MISSÕES OTAN


Enhanced Air Policing (Polônia)

4 F-16AM e cerca de 95 militares (2 meses a designar)

Objetivos: Assegurar, coletivamente e de forma contínua, a capacidade de rapidamente reagir a violações do espaço aéreo da Aliança.



Operação Sea Guardian (Mediterrâneo)

1 P-3C CUP+ e cerca de 13 militares (1 missão/mês, até 8 meses a designar)

Objetivos: Contribuir para a segurança marítima no Mediterrâneo através do incremento do conhecimento situacional marítimo e da capacitação de parceiros.


OTAN Response Force

1 fragata
6 F-16AM
1 P-3C CUP+
Prontidão a 7 dias no âmbito da Very High Readiness Joint Task Force (VJTF)





MISSÕES ONU


MINUSCA - United Nations Multidimensional Integrated Stabilization Mission in the Central African Republic

De momento as Forças e Meios previstas pertencem ao Exército. Procura-se uma solução para o apoio por aeronaves de asas rotativas, que contudo já não deverá ocorrer durante 2020.

Objetivos: Apoiar a comunidade internacional na reforma do sector de segurança do Estado, contribuindo para a segurança e a estabilização do país. Ver artigo sobre a MINUSCA

MINUSMA - United Nations Multidimensional Integrated Stabilization Mission in Mali

1 C295M e cerca de 75 militares (até 6 meses de Maio a Novembro)

Objetivos: Apoiar o processo de transição, contribuindo para a estabilização do país. Ver artigo sobre a MINUSMA


Missões no âmbito dos acordos bilaterais e multilaterais


Grupo Aero-Naval do porta-aviões Charles de Gaulle (Mediterrâneo)

Fragata com helicóptero Lynx Mk.95 e cerca de 195 militares (1 mês, primeiro semestre)

Objetivos: Contribuir para a segurança cooperativa e colectiva no Mediterrâneo. Apoiar a ação externa do Estado.



African Maritime Law Enforcement Partnership (Golfo da Guiné)

1 P-3C CUP+ e até 46 militares (até 15 dias em Junho)

Objetivos: Apoiar, no âmbito da iniciativa das Forças Armadas norte-americanas, as autoridades locais no desenvolvimento de capacidades de segurança marítima. Ver artigo sobre o Obangame Express

Para informação acerca da totalidade dos meios técnicos e humanos das Forças Armadas Portuguesa envolvidas em operações externas em 2020, recomenda-se consultar a infografia do EMGFA.

Paulo Mata: Português, fotografo e jornalista especializado em aviação militar, co-editor do site de aviação Pássaro de Ferro, colaborador permanente da revista Take-Off Sirius (Portugal), freelancer em várias outras publicações em todo mundo, vencedor de vários concursos de fotografia além do tema de aviação.

GBN Defense - A informação começa aqui
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN Defense - A informação começa aqui Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger